FAMOSO

HOJE

14 DE ABRIL é o 104.º dia do ano no calendário gregoriano (105.º em anos bissextos). Faltam 261 para acabar o ano. FATOS – 1912: O navio de passageiros britânico RMS Titanic colide com um iceberg no Atlântico Norte na sua viagem inaugural; 1939:As Vinhas da Ira”, do escritor norte-americano John Steinbeck é publicado pela Viking Press. NASCERAM – 1857: Aluísio Azevedo, escritor e jornalista brasileiro (+1913); 1894: José Medina, ator e diretor brasileiro (+1980). MORRERAM – 1976: Zuzu Angel, estilista brasileira (*1921); 2006: Miguel Reale, filósofo e jurista brasileiro (*1910).

 

SANTO DO DIA

SANTA LUDOVINA nasceu na Holanda em 1380. Era de uma família pobre no sentido material, mas rica espiritualmente. Chegou a passar sete anos sem comer ou beber nada, vivendo apenas do Jesus Eucarístico como seu alimento. Faleceu no ano de 1433, sendo considerada santa por seus sacrifícios e força de vontade mediante ao sofrimento, e ao julgamento das pessoas. EVANGELHO DO DIA - Lucas 23,1-49

23 1 Naquele tempo, levantou-se a sessão e conduziram Jesus diante de Pilatos, 2 e puseram-se a acusá-lo: G (Grupo ou assembleia): Temos encontrado este homem excitando o povo à revolta, proibindo pagar imposto ao imperador e dizendo-se Messias e rei. N: 3 Pilatos perguntou-lhe: L (Leitor): És tu o rei dos judeus? N: Jesus respondeu: P (Presidente): Sim. N: 4 Declarou Pilatos aos príncipes dos sacerdotes e ao povo: L: Eu não acho neste homem culpa alguma. N: 5 Mas eles insistiam fortemente: G: Ele revoluciona o povo ensinando por toda a Judéia, a começar da Galileia até aqui. N: 6 A estas palavras, Pilatos perguntou: L: Esse homem é galileu? N: 7 E, quando soube que era da jurisdição de Herodes, enviou-o a Herodes, pois justamente naqueles dias se achava em Jerusalém. 8 Herodes alegrou-se muito em ver Jesus, pois de longo tempo desejava vê-lo, por ter ouvido falar dele muitas coisas, e esperava presenciar algum milagre operado por ele. 9 Dirigiu-lhe muitas perguntas, mas Jesus nada respondeu. 10 Ali estavam os príncipes dos sacerdotes e os escribas, acusando-o com violência. 11 Herodes, com a sua guarda, tratou-o com desprezo, escarneceu dele, mandou revesti-lo de uma túnica branca e reenviou-o a Pilatos. 12 Naquele mesmo dia, Pilatos e Herodes fizeram as pazes, pois antes eram inimigos um do outro. 13 Pilatos convocou então os príncipes dos sacerdotes, os magistrados e o povo, e disse-lhes: L: 14 Apresentastes-me este homem como agitador do povo, mas, interrogando-o eu diante de vós, não o achei culpado de nenhum dos crimes de que o acusais. 15 Nem tampouco Herodes, pois no-lo devolveu. Portanto, ele nada fez que mereça a morte. 16 Por isso, soltá-lo-ei depois de o castigar. N: 18 Todo o povo gritou a uma voz: G: À morte com este, e solta-nos Barrabás. N: 19 (Este homem fora lançado ao cárcere devido a uma revolta levantada na cidade, por causa de um homicídio.) 20 Pilatos, porém, querendo soltar Jesus, falou-lhes de novo, 21 mas eles vociferavam: G: Crucifica-o! Crucifica-o! N: 22 Pela terceira vez, Pilatos ainda interveio: L: Mas que mal fez ele, então? Não achei nele nada que mereça a morte; irei, portanto, castigá-lo e, depois, o soltarei. N: 23 Mas eles instavam, reclamando em altas vozes que fosse crucificado, e os seus clamores recrudesciam. 24 Pilatos pronunciou então a sentença que lhes satisfazia o desejo. 25 Soltou-lhes aquele que eles reclamavam e que havia sido lançado ao cárcere por causa do homicídio e da revolta, e entregou Jesus à vontade deles. 26 Enquanto o conduziam, detiveram um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e impuseram-lhe a cruz para que a carregasse atrás de Jesus. 27 Seguia-o uma grande multidão de povo e de mulheres, que batiam no peito e o lamentavam. 28 Voltando-se para elas, Jesus disse: P: Filhas de Jerusalém, não choreis sobre mim, mas chorai sobre vós mesmas e sobre vossos filhos. 29 Porque virão dias em que se dirá: “Felizes as estéreis, os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram!” 30 Então dirão aos montes: “Caí sobre nós!” E aos outeiros: “Cobri-nos!” 31 Porque, se eles fazem isto ao lenho verde, que acontecerá ao seco? N: 32 Eram conduzidos ao mesmo tempo dois malfeitores para serem mortos com Jesus. 33 Chegados que foram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, como também os ladrões, um à direita e outro à esquerda. 34 E Jesus dizia: P: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. N: Então, os saldados dividiram as suas vestes e as sortearam. 35 A multidão conservava-se lá e observava. Os príncipes dos sacerdotes escarneciam de Jesus, dizendo: G: Salvou a outros, que se salve a si próprio, se é o Cristo, o escolhido de Deus! N: 36 Do mesmo modo zombavam dele os soldados. Aproximavam-se dele, ofereciam-lhe vinagre e diziam: G: 37 Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo. N: 38 Por cima de sua cabeça pendia esta inscrição: “Este é o rei dos judeus”. 39 Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: L: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós! N: 40 Mas o outro o repreendeu: L: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício? 41 Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas este não fez mal algum. N: 42 E acrescentou: L: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino! N: 43Jesus respondeu-lhe: P: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso. N: 44 Era quase à hora sexta e em toda a terra houve trevas até a hora nona. 45 Escureceu-se o sol e o véu do templo rasgou-se pelo meio. 46 Jesus deu então um grande brado e disse: P: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. N: E, dizendo isso, expirou. (Todos se ajoelham e permanecem em silêncio) N: 47 Vendo o centurião o que acontecia, deu glória a Deus e disse: L: Na verdade, este homem era um justo. N: 48 E toda a multidão dos que assistiam a este espetáculo e viam o que se passava, voltou batendo no peito. 49 Os amigos de Jesus, como também as mulheres que o tinham seguido desde a Galiléia, conservavam-se a certa distância, e observavam estas coisas. Palavra da Salvação.

 

 

FAMOSO

O humorista AMÁCIO MAZZAROPI estaria completando 107 anos (nasceu em 1912). Mazzaropi foi o único artista que conseguiu ficar milionário fazendo cinema no Brasil. Considerado o maior cômico do cinema brasileiro, seus filmes foram fenômeno de público por mais de três décadas. Seu 33º filme, “Maria Tomba Homem”, nunca seria terminado. Depois de 26 dias internado, Mazzaropi morre em 13/6/1981, vítima de um câncer na medula óssea aos 69 anos de idade no hospital Albert Einstein de São Paulo. Foi sepultado na cidade de Pindamonhangaba, no mesmo cemitério onde seu pai já repousava. Nunca se casou, mas, segundo declarações de seu filho André Mazzaropi, nutriu durante a vida um amor "platônico" pela apresentadora e amiga Hebe Camargo. Deixou cinco filhos adotivos.

 

SEUS DIREITOS

A pessoa é obrigada a pagar consumação mínima numa casa noturna? RESPOSTA - Cobrar consumação mínima é proibido. A lei não permite condicionar a venda de um produto (bebida ou comida, por exemplo) a um serviço (música, pista de dança, discotecário, etc). Ou cobra o ingresso ou não cobra nada. E não vale improvisar um recibo na hora. O bilhete tem quer chancelado pela Prefeitura para garantir o pagamento dos devidos impostos, além de resguardar os seus direitos. A casa noturna é obrigada a deixar você entrar e consumir o que bem entender. Se o comerciante fincar o pé, chame a polícia ou denuncie a boate ao Procon. Você é dono de si mesmo, não precisa de ninguém para dizer o quanto deve gastar.

 

CHARADINHA

Três homens querem atravessar um rio. O barco suporta no máximo 130 kg. Eles pesam 60, 65 e 80 kg. Como devem proceder para atravessar o rio, sem afundar o barco?

RESPOSTA: Os homens de 60 e 65 kg atravessam. Um deles volta. O que pesa 80 kg atravessa sozinho. O barco volta com o que havia ficado. Finalmente os de 60 e 65 kg atravessam, e os três estarão do outro lado do rio.