De ilusão...

De ilusão...

De ilusão também se vive. Seleções menos que meia-boca no futebol mundial, como Coreia do Sul, Panamá, Irã, Costa Rica e principalmente Islândia disputam a Copa do Mundo na certeza de chegar ao menos à semifinal. Pura ilusão. Países onde o futebol não passa de diversão e que nunca, em tempo algum, irão se destacar no esporte mais apaixonante do mundo. Esta e as futuras gerações jamais verão uma dessas seleções citadas levantar o troféu da Copa do Mundo. Disso tenho certeza como dois mais dois somam quatro. Ou não?

 

 

 

 

Tiveram coragem

Corinthians e Cruzeiro tiveram a coragem de realizar uma partida amistosa na fase mais aguda da Copa do Mundo: intervalo da disputa das quartas de final. Quem tem peito de ir ao estádio numa quarta-feira durante uma Copa do Mundo para assistir a uma pelada amistosa tem que receber uma taça e ser condecorado com a medalha “louco por futebol”. E não é que foi bom o número de torcedores que compareceram ao Mineirão! Cruzeiro 0 X 2 Corinthians, gols de Ángel Romero e Pedro Henrique, um gol em cada tempo. Aleluia!

 

 

 

 

Sexta e sábado; domingo, não!

Meio esquisito, mas é verdade. Jogos de Copa do Mundo na sexta-feira e no sábado, mas no domingo, dia de folga e passeio, não! Depois dos quatro jogos, sendo dois na sexta e dois no sábado, que classificaram quatro equipes para a semifinal, no domingo o torcedor fica a ver navios, sem futebol. Quem se classificou, só alegria e festa; quem não se classificou, tristeza e choro. E assim a vida continua.