Empresário morre em queda de paraglider em Lins

O empresário Imerson Trevisi de Abreu, de 45 anos, morreu após sofrer queda com um paraglider motorizado na noite de quarta-feira (13) em Lins (cerca de 70 quilômetros de Marília). A suspeita é que o acidente tenha sido causado por uma linha chilena, que cortou as cordas do equipamento. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 19 horas, o empresário sobrevoava o bairro Ribe

O empresário Imerson Trevisi de Abreu, de 45 anos, morreu após sofrer queda com um paraglider motorizado na noite de quarta-feira (13) em Lins (cerca de 70 quilômetros de Marília). A suspeita é que o acidente tenha sido causado por uma linha chilena, que cortou as cordas do equipamento.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 19 horas, o empresário sobrevoava o bairro Ribeiro com o paraglider quando sofreu uma queda sob uma edificação. Abreu chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante o atendimento médico.

Durante o trabalho de perícia, foi encontrada uma linha chilena enrolada no paraglider. A suspeita é que ela tenha cortado as cordas do equipamento e causado a queda. O empresário foi sepultado ontem (14) no cemitério de Lins.