PM flagra rapaz com drogas e dinheiro na favela da Vila Barros

O desempregado Daniel Antonio da Silva Costa, de 18 anos, foi preso por policiais militares acusado do crime de tráfico de entorpecentes na noite de segunda-feira (11) na favela da Vila Barros, na zona Norte da cidade. Ele foi flagrado com porções de cocaína e maconha, além de quantia em dinheiro. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 21h30, os policiais militares realiz

O desempregado Daniel Antonio da Silva Costa, de 18 anos, foi preso por policiais militares acusado do crime de tráfico de entorpecentes na noite de segunda-feira (11) na favela da Vila Barros, na zona Norte da cidade. Ele foi flagrado com porções de cocaína e maconha, além de quantia em dinheiro.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 21h30, os policiais militares realizavam patrulhamento pela rua Salvador Salgueiro quando “olheiro” do tráfico avisou a presença das viaturas.

Costa se evadiu por uma das vielas da favela, mas foi perseguido e detido pelos policiais militares. Com o desempregado foi encontrada uma sacola com 186 pinos de cocaína e nove trouxinhas de maconha. A ação ainda apreendeu R$ 362 em dinheiro e um aparelho celular.

O desempregado foi indiciado em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes e recolhido para a penitenciária de Marília. Em caso de condenação, Costa pode pegar uma pena de até 15 anos de prisão em regime fechado.

Vila Barros – O servente de pedreiro Paulo Henrique Araújo Pereira, de 19 anos, foi preso por policiais militares na segunda-feira (11) após ser flagrado com porções de drogas e R$ 1,1 mil em dinheiro na favela da Vila Barros, na zona Norte da cidade.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), os policiais militares realizavam patrulhamento preventivo pela favela quando avistaram dois rapazes em atitude suspeita. Ao notar a aproximação da viatura, a dupla tentou se evadir.

Os suspeitos foram perseguidos e detidos. Com Pereira foram apreendidos R$ 1.167,30, anotações com contabilidade do tráfico e um aparelho celular. Na fuga, o servente de pedreiro ainda dispensou uma pochete que armazenava 24 pinos de cocaína e dez trouxinhas de maconha.

Pereira foi indiciado em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes e recolhido para a penitenciária de Marília. A pena pode chegar até 15 anos de prisão em regime fechado.