Marília recebe credenciamento provisório

Ontem o Univem, a Asserti e a Administração Municipal receberam o subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Strama, para o credenciamento provisório do Parque Tecnológico. A novidade possibilita o recebimento de recursos públicos para o planejamento e a execução do projeto. A solenidade foi realizada no auditório da Prefeitura. O investimento no Parque Tecnológico gira em

Ontem o Univem, a Asserti e a Administração Municipal receberam o subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Strama, para o credenciamento provisório do Parque Tecnológico. A novidade possibilita o recebimento de recursos públicos para o planejamento e a execução do projeto. A solenidade foi realizada no auditório da Prefeitura.
O investimento no Parque Tecnológico gira em torno de R$ 15 a R$ 25 milhões, dependendo do projeto. Com o credenciamento, o Univem (Centro Universitário Eurípides de Marília), a Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e a Prefeitura solicitam o recurso para a primeira fase no início do ano e trabalham em conjunto na elaboração do projeto, que deve estar pronto até final de 2018. Em 2019 a expectativa é conseguir o recurso da segunda fase para a estruturação física do Parque Tecnológico.
“Nossa expectativa é iniciar a edificação no segundo semestre de 2019”, considerou o coordenador do Citec (Centro de Inovação Tecnológica de Marília), vinculado ao Univem, Elvis Fusco. Essa obra será voltada à instalação de empresas de base tecnológica e centros privados de pesquisa, desenvolvimento e inovação.
“O tempo vai dizer que hoje esse acontecimento marca uma nova etapa para a cidade e região. Estamos preparando o caminho”, ressaltou o reitor do Univem, Luiz Carlos Macedo Soares. O gestor municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Cássio Luiz Pinto Junior, acrescentou que a assinatura de ontem com o governo do estado é a comprovação de que Marília tem um ambiente favorável e está apta a receber o Parque Tecnológico.
A inovação gerida pelo Univem colocou o município entre as três principais cidades do estado em Tecnologia da Informação. Em Marília e região são mais de 150 empresas da área geram cerca de 2.500 empregos diretos e indiretos. “Marília tem sido referência e tem uma área de 2 mil m² para o Parque Tecnológico”, disse o subsecretário estadual.
Marília será a primeira cidade do estado a receber o credenciamento provisório do Parque Tecnológico dentro do novo modelo de 2014 do Sistema Paulista de Ambientes de Inovação.