Acusado de roubo em lanchonete é preso com drogas na favela da Vila Barros

O desempregado André Luiz Vitorino foi preso por policiais militares acusado do crime de tráfico de entorpecentes na manhã de ontem (30) na favela da Vila Barros, na zona Norte da cidade. Ele, que é acusado de participação de roubo em lanchonete ocorrido no início do mês de novembro, foi flagrado com porções de maconha, crack e cocaína, além de dinheiro. De acordo com informações da Polícia Milita

O desempregado André Luiz Vitorino foi preso por policiais militares acusado do crime de tráfico de entorpecentes na manhã de ontem (30) na favela da Vila Barros, na zona Norte da cidade. Ele, que é acusado de participação de roubo em lanchonete ocorrido no início do mês de novembro, foi flagrado com porções de maconha, crack e cocaína, além de dinheiro.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), uma denúncia anônima delatou que o acusado de participação em assalto a lanchonete na avenida Ipiranga, na região central, ocorrido no dia 9 de novembro, estaria comercializando drogas na favela.

Policiais militares fizeram incursão na rua Salvador Salgueiro e ao ser avisado da presença da viatura, o desempregado fugiu por uma viela, mas foi perseguido e detido num barraco. Em buscas foram apreendidas 14 porções de crack, 11 de maconha, três de cocaína, R$ 93 em dinheiro e caderno com anotações de contabilidade do tráfico.

No imóvel, os policiais militares também encontraram a roupa utilizada pelo acusado no assalto. Vitorino foi levado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde foi reconhecido como autor do crime.

O desempregado foi indiciado em flagrante por tráfico de entorpecentes e recolhido para a penitenciária de Marília. Somadas as penas dos delitos, Vitorino pode pegar até 25 anos de reclusão em regime fechado.