Centro musical comemora 21 anos com recital

A música é uma palavra originária do grego mousik, que significa “a arte das musas”. E não é para menos! Afinal organizar de forma sensível e lógica uma combinação coerente de sons e silêncios onde são usados os princípios fundamentais da melodia, da harmonia e do ritmo; não é tarefas das mais fáceis – mas, como nos emociona! Hoje, dia 8 de novembro, o Centro Musical Tons e Semitons, comemora em

A música é uma palavra originária do grego mousik, que significa “a arte das musas”. E não é para menos! Afinal organizar de forma sensível e lógica uma combinação coerente de sons e silêncios onde são usados os princípios fundamentais da melodia, da harmonia e do ritmo; não é tarefas das mais fáceis – mas, como nos emociona! 

Hoje, dia 8 de novembro, o Centro Musical Tons e Semitons, comemora em grande estilo seus 21 anos de existência. Para a fundadora da escola, Jaci Furquim, esse momento só faria sentido se fosse comemorado ao lado dos seus alunos e colaboradores: “Entendemos que a função de um educador musical vai muito mais além do que passar aos alunos, noções harmônicas, melódicas e rítmicas, e sim transmitir valores de ordem perceptiva, fazendo com que esse aluno, possa criar uma consciência musico-cultural ampla e desprovida de preconceitos e discriminações em torno da música. Assim, nosso objetivo maior é deixar fluir as características individuais que cada ser carrega em si potencialmente na aptidão musical”.

 

HÁ 21 ANOS 

ENSINANDO MÚSICA

Jaci Furquim Soledade, no dia 1º de julho de 1996 inaugurava o Centro Musical Tons e Semi Tons, hoje dirigido por ela juntamente com seu filho o também músico, produtor e arranjador musical, Gabriel Soledade Scalco, ambos credenciados pela OMB (Ordem dos Músicos do Brasil). A escola conta com uma Equipe gabaritada e experiente que leciona os mais diversos instrumentos:

- Jaci Furquim Soledade – aulas de Canto e Violão Popular e Erudito (Jaci foi finalista do Prêmio da Música Popular Brasileira em 2017, tem mais de 41 anos de carreira e 3cds lançados);

- Gabriel Soledade Scalco – Aulas de Guitarra, Violão de Sete Cordas, Contrabaixo e Cavaco (Gabriel foi finalista do Prêmio da Música Popular Brasileira em 2017, tem 21 anos de carreira, participação em 3cds lançados);

- Luciano Soledade Scalco – Aulas de Bateria e Percussão (Luciano foi finalista do Prêmio da Música Popular Brasileira em 2017, tem 11 anos de carreira e participação em 1DVD e em 2cds lançados);

- Daniel Guizardi da Silva – Aulas de Bateria;

- José Ulisses Borghi – Aulas de Teclado (Borghi, tem mais de 25 anos de carreira, tocou no Yarassus, banda conceituadíssima em todo Estado de São Paulo, tocou em turnê pelo EUA com Marco Brasil);

- Danilo Agostinho – Aulas de Clarinete e Saxofone (Danilo foi finalista do Prêmio da Música Popular Brasileira em 2017);

- Lucas Sabino – Aulas de Viola e Cavaquinho; 

MÚSICA A SERVIÇO DA COMUNIDADE

Jaci e Gabriel mantêm juntos aos demais colaboradores do Centro Musical Tons e Semi Tons, uma cultura de trabalho voltado para a comunidade e para a difusão cultural para todos. A escola sempre esteve envolvida em projetos sociais e voluntários, como por exemplo o primeiro projeto “Domingo no Bosque”, que começou no ano de 1997, e que em seu lançamento, contou com a participação da equipe da Tons e Semi Tons. Para Gabriel, a equação é simples: “Que a Música influencia positivamente na vida das pessoas, não é segredo para ninguém, são dados científicos: quem estuda música se expressa melhor, é mais desinibido, e vai melhor até na matemática. Com os projetos sociais, o que nós fazemos é colaborar para que a Música possa chegar até todas as pessoas. Infelizmente, nem todos têm poder aquisitivo para adquirir e conhecer todos os ritmos e estilos musicais. O músico geralmente se sente tão influenciado que ele naturalmente quer dividir aquilo que ele tem de melhor, ele quer mostrar a sua Música. É um ato de gratidão, de generosidade. Quem mais recebe no final é quem doou-se através de sua música”.

A MÚSICA É CAPAZ DE NOS TRANSPORTAR

Quem nunca se pegou perdido na infância com aquela canção inesquecível? Tem música que é capaz de fazer até o mais duro dos corações bater acelerado. Muito além da teoria, os cientistas já descobriram que a música é capaz de movimentar nossos sentimentos mais profundos e que, por isso, pode ser inclusive, uma fonte de superpoderes, tornando-se terapêutica. 

Há alguns anos uma professora mexicana chamada Martha Rivera Alanis, de 33 anos, foi premiada por ter acalmado todas as crianças do maternal cantando durante um tiroteio, em frente a sua escola, na cidade de Monterrey, no México. Conforme ela mesma registrou de seu celular, para poder denunciar e pedir melhores condições de segurança para seus alunos. Tudo aconteceu em segundos, a cena é clara, as crianças deitadinhas no chão, estiveram a ponto de entrar em pânico com os gritos e disparos de metralhadoras vindos do lado de fora do prédio, até que a professora os mantendo deitados, começou a cantar com todos os alunos, transformando o momento que poderia ser traumático em uma grande “brincadeira”, ao menos para seus alunos. Realmente, quem domina o universo da Música, tem “poderes mágicos”.