PM prende acusada de esfaquear grávida que perdeu o bebê

A desempregada Vanessa Aparecida Guimarães de Oliveira, de 37 anos, foi capturada por policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) na noite de quarta-feira (17) no bairro Chácara Eliana, na zona Oeste da cidade. Ela estava foragida desde o mês passado acusada de ser a autora das facadas da dona de casa Cleide de Paula Dias Malaquias, de 37 anos, que interrompeu a gestaç

A desempregada Vanessa Aparecida Guimarães de Oliveira, de 37 anos, foi capturada por policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) na noite de quarta-feira (17) no bairro Chácara Eliana, na zona Oeste da cidade. Ela estava foragida desde o mês passado acusada de ser a autora das facadas da dona de casa Cleide de Paula Dias Malaquias, de 37 anos, que interrompeu a gestação de cinco meses.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 19 horas, durante patrulhamento pelo bairro, policiais militares encontraram a desempregada numa residência na rua Onório Machado. Em consulta aos antecedentes criminais constou mandado de prisão temporária expedido pela 1ª Vara Criminal de Marília.

Vanessa foi recolhida para a penitenciária feminina de Pirajuí. A desempregada foi indiciada pelos crimes de tentativa de latrocínio e aborto provocado sem o consentimento da gestante, e em caso de condenação pode pegar uma pena de até 30 anos de prisão em regime fechado.

Caso – Investigações da Polícia Civil apontaram que o crime ocorrido no início do mês de abril na favela do Argolo Ferrão, na zona Oeste, foi cometido após a acusada roubara R$ 30 em dinheiro, dois isqueiros e um maço de cigarros.

“Descobrimos a autoria do crime pelas diligências realizadas pelos policiais civis e também contamos com auxílio de imagens da região, onde o crime ocorreu. A acusada, que já tinha condenação por roubo”, disse o delegado Valdir Tramontini.