Políticos locais comentam ‘bomba’ envolvendo presidente da República

Os políticos locais comentaram a “bomba” envolvendo o presidente da República Michel Temer (PMDB), que teria dado aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB). Eles destacaram o que pensam sobre o momento atual da política nacional e o que pode acontecer com o futuro do Brasil. O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) disse que está perplexo com

Os políticos locais comentaram a “bomba” envolvendo o presidente da República Michel Temer (PMDB), que teria dado aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB). Eles destacaram o que pensam sobre o momento atual da política nacional e o que pode acontecer com o futuro do Brasil.

O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) disse que está perplexo com os últimos acontecimentos que contam com os nomes do presidente Michel Temer e do senador Aécio Neves (PSDB). “A JBS pagou propinas ao Temer e tinha vínculos com o PSDB. Infelizmente, o presidente da República está totalmente envolvido, uma vez que também recebia R$ 500 mil por semana para tirar o imposto do frango que seria exportado”.

Segundo Camarinha, o que existe de provas é o suficiente para afastar Temer da Presidência. 

Sobre o futuro do País, o parlamentar que representa a região de Marília na Assembleia Legislativa ressaltou que é imprevisível. “O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM) deve assumir como presidente e vão fazer de tudo para evitar a eleição direta, que se fosse hoje teria a vitória de Lula. Mas nem a Mãe Dinah poderia prever o que vai acontecer”.

Camarinha lamentou a podridão do sistema político nacional. “A administração do País está corrompida, com pessoas do Executivo, do Legislativo e do Judiciário envolvidas”, frisou ele. “O PT, o PSDB e o PMDB deveriam pedir desculpas para o (Paulo) Maluf, que perto deles é pequenas causas”, acrescentou.

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) foi sucinto, disse que confia na justiça e nas investigações da Polícia Federal e do MPF (Ministério Público Federal). “Que os culpados sejam punidos e os inocentes sejam isentos.Quanto a mim, estou 100% comprometido com a nossa cidade”.

Já o presidente da Câmara Municipal Wilson Alves Damasceno (PSDB), salientou que é um momento triste e de apreensão da nação. “Temos que aguardar as investigações da PF e do MPF. O País volta à estaca zero com este envolvimento do presidente Temer em mais escândalos de corrupção”.

Damasceno acredita que a área econômica deve ser afetada com as possíveis mudanças que deverão ocorrer. “Abala a estrutura da política nacional. Justo agora que o setor econômico estava reagindo”.