Cinema israelense

Israel é um dos poucos países desenvolvidos cuja a fundação é posterior à disseminação da arte cinematográfica pelo mundo. Da década de 1950, suas primeiras produções são filmes heroicos e patrióticos, produzidos com incentivo do Estado.

Israel é um dos poucos países desenvolvidos cuja a fundação é posterior à disseminação da arte cinematográfica pelo mundo. Da década de 1950, suas primeiras produções são filmes heroicos e patrióticos, produzidos com incentivo do Estado. O primeiro filme israelense a ter sucesso internacional data de 1964, quandoSallah Shabati foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Os filmes de 1970 foram os primeiros a trazer questões políticas e históricas, com assuntos como o Holocausto. Em 1980, diretores e atores israelenses começam a aparecer e a língua nacional, hebraica, passa a ser utilizada.

Já nos anos de 1990, os filmes privilegiaram o humano, os tabus e temas da vida cotidiana, arraigados de valores e questões religiosas e sociais. Dispensando a figura maniqueísta de heróis e vilões, os filmes buscaram registrar as minorias e aqueles que estavam à margem e conquistaram maior interesse internacional.

Dessa forma, o cinema israelense passa a receber atenção dos coprodutores internacionais, maior investimento do governo e as TVs locais começaram a participar da produção cinematográfica.

Nos anos 2000, o que mudou foi a forma do audiovisual abarcar os conflitos que permeiam a vida cotidiana. Os filmes mantiveram a característica de retratar a realidade do país, mas de maneira não panfletária, sem assumir lados e opiniões e sem fugir dos temas polêmicos, mas deixando-os nas entrelinhas, para conclusão e reflexão do público.

 

O resultado do trabalho autoral dos anos 1990 e o desenvolvimento técnico que conferiram melhor qualidade à produção cinematográfica israelense nos anos 2000 é o que chega ao público da mostra realizada em parceria com o Consulado Geral de Israel: produções premiadas internacionalmente, com diversidade de temas e maturidade artística.