Alvejado por tiros em acerto de contas do tráfico morre no HC

Faleceu na tarde de ontem (20) no Hospital das Clínicas (HC) de Marília, o desempregado Fabiano Ribeiro da Silva, de 23 anos. Ele estava internado desde sábado (15) após ser alvejado por disparos de arma de fogo num acerto de contas do tráfico de drogas no final da tarde de sábado (15), no Jardim Marajó, na zona Sul da cidade. O rapaz é a sexta vítima de homicídio do ano. O crime ocorreu na tarde

Faleceu na tarde de ontem (20) no Hospital das Clínicas (HC) de Marília, o desempregado Fabiano Ribeiro da Silva, de 23 anos. Ele estava internado desde sábado (15) após ser alvejado por disparos de arma de fogo num acerto de contas do tráfico de drogas no final da tarde de sábado (15), no Jardim Marajó, na zona Sul da cidade. O rapaz é a sexta vítima de homicídio do ano.

O crime ocorreu na tarde de sábado, por volta das 17 horas, na avenida Antônio Zumioti Sobrinho. Testemunhas relataram pelo telefone 190 que no local estaria ocorrendo um desentendimento por acerto de contas do tráfico de drogas com várias pessoas armadas.

Ao checar no local indicado, policiais militares encontraram o desempregado caído com ferimentos de arma de fogo na região do tórax. A vítima foi socorrida por ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital das Clínicas (HC) e permaneceu internada por quatro dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Ainda no hospital, os médicos localizaram no bolso da calça três cartuchos de munições calibre 12. Os policiais militares apuraram que o crime teria sido cometido por indivíduo conhecido como “Gordinho”, buscas foram feitas por bairros da zona Sul, mas ninguém foi preso. O caso está sob investigação da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

O desempregado é a sexta vítima de homicídio do ano em Marília. Os números são 50% inferiores em comparativo com o mesmo período do ano passado quando haviam ocorrido 12 mortes violentas. Em todo 2016, a polícia contabilizou 24 casos de assassinatos.