DRS retrocede e volta a abrir Medex à tarde

Depois das inúmeras queixas da população e divulgações pelo Jornal da Manhã, o DRS (Departamento Regional de Saúde do Estado) retrocedeu e estendeu o horário de atendimento da Medex, farmácia de alto custo, desde ontem. O caso chegou ao Ministério Público, que no início do mês requereu a normalização da dispensa de medicamentos num prazo de 15 dias. A Medex funciona de segunda a sexta-feira a part

Depois das inúmeras queixas da população e divulgações pelo Jornal da Manhã, o DRS (Departamento Regional de Saúde do Estado) retrocedeu e estendeu o horário de atendimento da Medex, farmácia de alto custo, desde ontem. O caso chegou ao Ministério Público, que no início do mês requereu a normalização da dispensa de medicamentos num prazo de 15 dias.
A Medex funciona de segunda a sexta-feira a partir das 7h, mas a placa da Medex vem recebendo papeis colados em cima do horário de fechamento constantemente, em função das tantas alterações.
Pouco mais de um ano atrás a farmácia de alto custo fechava às 17 horas. Mas passou para as 16h, depois para as 15h, para as 14 horas e, desde fevereiro, para as 11h, quando os usuários se revoltaram. Em poucos dias o acúmulo de pessoas dentro do serviço mostrou a impossibilidade do novo horário reduzido.
Os usuários podiam pegar a senha e deixar a Medex, mas desde que voltando antes das 11h, quando o portão fechava. Diante disso, quem costumava pegar a medicação à tarde teve que alterar sua rotina e a população passou a se “amontoar” na farmácia, com uma superlotação da sala de espera e dezenas de pessoas em pé. Incluindo pacientes e idosos.
Por conta disso, o Jornal da Manhã acompanhou a mudança e os problemas decorrentes. No início deste mês o Ministério Público requeriu a normalização da entrega de remédios de alto custo em 15 dias. O promotor de Justiça da Saúde Pública e dos Direitos Humanos, Isauro Pigozzi Filho, recebeu o ofício do DRS na última terça-feira informando que o horário do DRS seria estendido até as 15 horas.
A cabeleireira Eliane Merchó pega a medicação da mãe periodicamente na Medex há aproximadamente quatro anos. Ela sempre foi até a farmácia do Estado no período da tarde, mas desde fevereiro teve que mudar a rotina e passou a enfrentar horas de espera. “Cheguei a vir às 6h da manhã para evitar a espera e, mesmo assim, já havia usuários em espera. Felizmente o DRS mudou de ideia”.
Eliane soube que a Medex ficaria aberta até às 15 horas e ontem mesmo, primeiro dia da mudança, esteve na farmácia à tarde. Não havia fila. Ontem ainda houve acúmulo de usuários pela manhã, mas por ser o primeiro dia do novo horário. A farmácia acredita que com o tempo o fluxo vai voltar ao normal.
Falta de servidores
 no DRS
O DRS informou ao MP que a redução de horário visou priorizar a distribuição de medicamentos à região, que estava morosa e foi alvo de reclamações. Isso porque faltam servidores para cumprir todo o trabalho.
Com o retorno do horário de funcionamento da Medex até às 15 horas, dois funcionários foram realocados. Mas por enquanto o Estado não fala em contratação de terceirizados ou em abertura de concurso público para suprir o déficit no quadro de recursos humanos, por conta das aposentadorias dos últimos anos.
De segunda a quarta-feira a farmácia de alto custo vai funcionar com cinco guichês de manhã e dois à tarde. E de quinta e sexta-feira serão quatro guichês pela manhã e somente um no período da tarde.