"Velozes e Furiosos 8" derruba reinado de "A Bela e a Fera" em ranking de bilheteria do Brasil

Filme levou mais de 2 milhões de pessoas aos cinemas do país e também desbancou produção da Disney como lançamento mais bem-sucedido do ano

O oitavo filme da franquia "Velozes e Furiosos" estreou no topo do ranking brasileiro de bilheteria, após quatro semanas de liderança de "A Bela e a Fera". O filme também superou o live-action da Disney como o mais bem-sucedido lançamento do ano até o momento no país, segundo a empresa de monitoramento ComScore.

Entre a última quinta-feira (13) e domingo (16), "Velozes e Furiosos 8" arrecadou R$ 36 milhões, com público de mais de 2 milhões de pessoas - no fim de semana de estreia, em março, "A Bela e a Fera" levou 1,9 milhão aos cinemas. O líder anterior aparece agora na quarta posição, com faturamento de R$ 5,2 milhões e 311 mil espectadores no último fim de semana.

"A Cabana" aparece na segunda posição. O drama religioso rendeu R$ 9 milhões no período, com público de 553 mil pessoas. A lista tem ainda as animações "O Poderoso Chefinho" em terceiro (R$ 5,4 milhões) e "Os Smurfs e a Vila Perdida" em quinto (R$ 4 milhões).

Recorde histórico

Mundialmente, "Velozes e furiosos 8" teve o final de semana de estreia com maior bilheteria da história, segundo o site especializado Box Office Mojo. O longa arrecadou US$ 532,5 milhões desde quinta. O recordista anterior era "Star Wars: O Despertar da Força", com faturamento mundial de US$ 529 milhões no primeiro final de semana.

A maior contribuição para a bilheteria recorde de "Velozes e Furiosos 8" não veio da América do Norte, onde o filme arrecadou US$ 100,2 milhões. Foi a China, onde o filme teve lançamento simultâneo, que fez a diferença neste número: a arrecadação chinesa foi de US$ 190 milhões.

 

Dirigido por F. Gary Gray (“Straight Outta Compton: A história do N.W.A.”), o oitavo é o capítulo mais louco (em todos os sentidos) e sem noção de toda a franquia. Há mundos distintos unidos por obra de Hollywood e um monte de coisas improváveis que desafiam a lógica (da narrativa, da física etc). Em resumo: os fãs vão amar.