Feriado favorece doação de sangue

O feriado favoreceu a doação de sangue no Hemocentro de Marília. O mês de abril vinha num ritmo preocupante com média diária 30 doações. Porém, o último sábado registrou a presença de 86 candidatos. A equipe do banco de sangue lembra que, se houver consciência, os feriados prolongados podem ser uma oportunidade a mais de comparecer ao setor de coleta. E não repercutir contra este ato solidário. A

O feriado favoreceu a doação de sangue no Hemocentro de Marília. O mês de abril vinha num ritmo preocupante com média diária 30 doações. Porém, o último sábado registrou a presença de 86 candidatos. A equipe do banco de sangue lembra que, se houver consciência, os feriados prolongados podem ser uma oportunidade a mais de comparecer ao setor de coleta. E não repercutir contra este ato solidário.
A média diária de doadores tem sido a metade do ideal desde o início do mês. E os três feriados prolongados em três semanas seguidas têm sido uma fonte de preocupação. Isso porque as viagens, encontros familiares e folgas podem afastar os doadores. Por outro lado, quanto mais gente na estrada maior o risco das demandas emergenciais de transfusões.
“Estávamos preocupados com o último sábado, mas felizmente recebemos 86 pessoas e aproximadamente 65 puderam efetuar a doação de sangue”, disse o gerente de Qualidade do Hemocentro, Rafael José da Silva. Segundo ele, em torno de 19% dos candidatos à doação apresentam algum impedimento, daí a realização de uma entrevista prévia.
A participação da população no último sábado cria uma expectativa semelhante para os dois próximos finais de semana em que há mais dois feriados, de Tiradentes (21 de abril) e do Dia do Trabalho (1º de maio). O Hemocentro fecha exclusivamente nos dias de feriado, sem emendas, funcionando no sábado, dia 22, normalmente.
O setor de coleta de sangue funciona das 7h às 13 horas de segunda-feira a sábado. O endereço é rua Lourival Freire, nº 240 (ao lado do Fórum), no bairro Fragata.
Para doar sangue é preciso pesar acima de 50 quilos, ter entre 16 e 67 anos, bom estado de saúde, não estar fazendo uso de nenhum tipo de medicamento, ter dormido bem na noite anterior e evitar o consumo de bebida alcoólica.
“Continuamos mobilizando as pessoas para que venham ao Hemocentro doar sangue. Nossos estoques de bolsas dos tipos sanguíneos negativos estão em alerta”, disse a assistente social do Hemocentro, Lucimara Custódio Faustino.
O sangue B negativo e o AB negativo, com apenas três bolsas cada, são os que mais preocupam a equipe de captação de doadores de sangue. Mas todos os tipos são bem-vindos. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3402-1851.