Camarinha critica prefeito por fim de benefícios a aposentados e pensionistas

O deputado Abelardo Camarinha (PSB) criticou duramente a atitude do prefeito Daniel Alonso (PSDB), que recorreu à Justiça para acabar com pagamento do “vale alimentação” para os aposentados e pensionistas do Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília). A ação do prefeito prejudica diretamente milhares de beneficiados e suas famílias. “O prefeito só fez isso para tentar se livrar da

O deputado Abelardo Camarinha (PSB) criticou duramente a atitude do prefeito Daniel Alonso (PSDB), que recorreu à Justiça para acabar com pagamento do “vale alimentação” para os aposentados e pensionistas do Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília). A ação do prefeito prejudica diretamente milhares de beneficiados e suas famílias. 

“O prefeito só fez isso para tentar se livrar da responsabilidade dessa infeliz atitude, que está punindo severamente aposentados e pensionistas da Prefeitura, principalmente os mais pobres e sem recursos”,  disse Camarinha. Ele lembrou que todos os prefeitos concederam esse benefício, desde que foi sancionada a lei nesse sentido.

O parlamentar diz que essa injustiça pode ser corrigida: “Se o prefeito quiser e tiver vontade, ele pode fazer os cálculos da cesta básica e dos benefícios que ele está tirando e conceder um aumento salarial nas mesmas proporções aos aposentados e pensionistas do Ipremm. Um reajuste  que ficaria em torno de 3% a 4%”, apontou Camarinha.

DECEPÇÃO E TRAIÇÃO

O deputado lembrou das centenas de nomeações feitas pelo prefeito Daniel Alonso, que estão custando cerca de R$ 13 milhões ao ano aos cofres públicos. “Com estes recursos, daria facilmente para pagar o aumento pleiteado pelos servidores municipais, os quais o elegeu dando-lhe de 15 mil a 20 mil votos, acreditando nas promessas para a categoria”. Camarinha disse que, até agora, os servidores só tiveram decepções com a atual gestão, que também cancelou o Plano de Carreira que já havia sido aprovado pela Câmara. “Só decepção e traição”. 

ATO DE CRUELDADE

Camarinha lamentou ainda a omissão de parte da Câmara Municipal. “Alguns vereadores falsos moralistas, que deveriam tomar posição em defesa dos servidores e dos idosos do Ipremm e seus familiares, que serão prejudicados, em especial viúvas e pensionistas”. 

O parlamentar citou que um dos pilares da cristandade é a proteção à criança, ao enfermo e ao idoso. “O prefeito, que se diz tão cristão, está cometendo um ato de crueldade e heresia contra os idosos, viúvas, humildes e mais fracos, que são dogmas milenar dos verdadeiros cristãos e da Sagrada Bíblia. Deveria ajudá-los e defendê-los”.