Hotel de luxo de São Paulo recusa classificação 6 estrelas

Com abertura marcada para o dia 10 de maio, o Palácio Tangará vem sendo classificado, por parte do mercado e da imprensa, como o primeiro hotel seis estrelas de São Paulo.

Com abertura marcada para o dia 10 de maio, o Palácio Tangará vem sendo classificado, por parte do mercado e da imprensa, como o primeiro hotel seis estrelas de São Paulo. Entretanto, o empreendimento do grupo alemão Oetker Collection rechaça essa avaliação.

“Não é assim que queremos ser conhecidos, pois essa classificação não existe. Não gostamos e nem alimentamos esse conceito de seis estrelas. Criou-se essa percepção no mercado, mas não há qualquer parâmetro para que isso acontecesse”, esclarece o diretor administrativo do luxuoso hotel, Celso do Valle. “O mercado e a imprensa nos adjetivaram como seis estrelas, tal como vem sendo feito com as duas aberturas de luxo prevista na hotelaria paulistana”, completa, referindo-se a Four Seasons e Rosewood São Paulo, no antigo Hospital Matarazzo.

Entretanto, o Palácio Tangará deve, sim, oferecer algo que São Paulo não tem no âmbito da hotelaria, segundo do Valle. “A rigor, nossa classificação não é com estrelas, mas acreditamos fortemente que o hotel será uma alternativa que hoje não existe no destino.”

A própria localização, segundo o diretor administrativo, será um diferencial exclusivo. “O hóspede se sentirá em um resort fora de São Paulo, abraçado pelo parque Burle Marx, algo bastante ímpar. Essa exuberância natural é incomum para São Paulo. A própria arquitetura de imóvel, com espaços e pés direitos muito generosos, muita incidência de luz natural são outros contrastes exclusivos comparado com o restante da hotelaria paulistana”, garante Celso do Valle.

 

Ter a melhor academia de São Paulo (não somente no âmbito hoteleiro), lojas de luxo e o menor quarto com 47 metros quadrados são outras das vantagens citadas por ele. São 141 apartamentos, sendo 59 suítes, todos com vistas para o parque. O Palácio Tangará também contará com nove salas de reunião privativas, sendo um salão de festas com terraços voltados para o parque e capacidade para atender 530 convidados.