Pelo 2º ano consecutivo, Ortopedia aprova 100% dos residentes na SBOT

Pelo 2º ano consecutivo, a Ortopedia da Santa Casa de Misericórdia de Marília aprovou 100% de seus residentes na prova para a obtenção do título de especialista da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia). Receberam o título da SBOT após passarem nas avaliações os médicos que concluíram a residência na Santa Casa de Marília: José Cassimiro da Silva Neto, Diego dos Santos Santiago,

Pelo 2º ano consecutivo, a Ortopedia da Santa Casa de Misericórdia de Marília aprovou 100% de seus residentes na prova para a obtenção do título de especialista da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia).

Receberam o título da SBOT após passarem nas avaliações os médicos que concluíram a residência na Santa Casa de Marília: José Cassimiro da Silva Neto, Diego dos Santos Santiago, James Augusto Soares Ferro e Rafael Cassiolato Garcia Godoy.

“Trata-se de um dos títulos mais difíceis do Brasil. São aplicadas provas oral, de habilidades e de comportamento. No ano passado já havíamos conseguido o mesmo feito. Estamos extremamente satisfeitos com o resultado”, salientou o coordenador da Residência em Ortopedia da Santa Casa, Lélio Carli Batista. 

TEOT

O Título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia, conhecido como TEOT, é conferido pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia todos os anos aos médicos especialistas em ortopedia e traumatologia que são aprovados num exame complexo, realizado geralmente em dois dias na cidade de Campinas, em São Paulo. 

O exame é composto por provas escrita e oral, em que o médico tem de responder sobre condições clínicas e diagnóstico para dois examinadores, um exame físico, em que o candidato prova que sabe examinar corretamente um paciente e um exame de habilidades básicas em cirurgia, realizado com modelos artificiais de ossos e ligamentos.

A prova escrita tipicamente tem 100 questões com respostas de múltipla escolha (quatro alternativas) e duração de três horas e meia. No exame oral, são apresentadas situações clínicas para arguição do candidato por dois examinadores, durante aproximadamente duas horas. O exame físico e de atitudes traz cinco situações para arguição e tem duração de meia hora, e dele participam voluntários que atuam como pacientes. O exame de habilidades apresenta cinco situações práticas ao candidato, para que demonstre técnica cirúrgica, em meia hora.

Para habilitar-se previamente para o exame, o candidato deve apresentar artigo científico formatado, conforme as regras do edital. As avaliações este ano aconteceram no mês de março.

A Residência

A Residência em Ortopedia é credenciada pela SBOT e pelo MEC (Ministério da Educação). O curso possui duração de três anos e tem como preceptores os médicos ortopedistas Marcus Vinícius Muriano da Silva, Ricardo Yanasse e Lélio Mesquita Batista.

O título da SBOT é exigido por diversas instituições, principalmente aos médicos ortopedistas que buscam subespecialidades, as chamadas R-4, como são os casos das áreas da ortopedia relacionadas aos joelhos, mãos e ombros.