Turismo anuncia investimentos de R$ 10,9 milhões em Alagoas

Em Maragogi, conhecida por muitos como “o Caribe brasileiro”, o Ministério do Turismo apoiará a construção de um Centro de Convenções, com investimento de R$ 5,3 milhões

Belezas naturais e praias paradisíacas com águas calmas, cristalinas e aquecidas. O estado de Alagoas possui um dos cenários mais lindos do país. Para impulsionar ainda mais a visitação e promover a região, o Ministério do Turismo investirá R$ 10,9 milhões em obras de infraestrutura turística no estado de Alagoas, especificamente em três cidades: Maragogi, Marechal Deodoro e Piranhas.

“O Ministério do Turismo não mede esforços para aumentar o potencial turístico por meio de melhorias na infraestrutura das cidades brasileiras. Sem dúvida, os investimentos que pactuamos junto às cidades alagoanas irão beneficiar a população residente e oferecer melhores experiências aos turistas que visitam estas localidades,” disse o secretário Nacional de Infraestrutura Turística, Vicente Alves, destacando o compromisso da pasta em apoiar o desenvolvimento do potencial turístico em todo o país.

Recursos

Maragogi, conhecida por muitos como “o Caribe brasileiro” é o segundo destino mais visitado no estado de Alagoas, ficando atrás apenas da capital Maceió. Lá, o Ministério do Turismo apoiará a construção de um Centro de Convenções, com investimento de R$ 5,3 milhões.

Com melhorias na infraestrutura turística, a ideia é posicionar a cidade como destino para grandes eventos, incluindo ambientais, culturais, esportivos e náuticos. Ao lado da capital e outras quatro cidades alagoanas, Maragogi integra a rota turística “Maceió e Costa dos Corais”.

Já o município de Marechal Deodoro receberá obras de urbanização da Orla Lagunar da Massagueira, orçadas em R$ 493,1 mil, com área de convivência, calçadas e playground, junto ao polo gastronômico local.

Localizada no sertão do estado de Alagoas, a cidade de Piranhas contará com investimento de R$ 5,1 milhões do Ministério do Turismo. Para a reforma e revitalização da orla ribeirinha do rio São Francisco, em Piranhas, estão previstos R$ 3,1 milhões. Já a construção do Centro de Atendimento ao Turista em Piranhas contará com R$ 2 milhões.