Origem faz limpeza de cachoeira na segunda atividade do ano

As ações,além de preservar as cachoeiras da cidade, buscam estimular o turismo consciente nesses locais

 

 

A Associação Ambientalista Origem de Marília realizou no domingo (10) a limpeza da cachoeira ‘Asa Delta’, localizada na zona sul da cidade. É a segunda atividade do ano da ONG que vem realizando ações que além de preservar as cachoeiras da cidade, buscam estimular o turismo consciente nesses locais.

Segundo informações da Origem, a limpeza consiste na retirada de resíduos sólidos recicláveis ou não, abandonados no local ou trazido pelas enxurradas, que deveria ser preservado tanto da sujeira dos frequentadores e da ação humana quanto das construções de imóveis próximos a elas e o descarte irregular de resíduos. Foram retirados da cachoeira ‘Asa Delta’ 14 sacos de lixo como latinhas, plástico e garrafas.

A ação de limpeza foi feita por membros da Origem, juntamente com amigos da Equipe Gaia e voluntários que  estiveram no local para limpeza e  prática de Rapel com toda a segurança. “Vamos  juntos! Se você conhece uma cachoeira no município e deseja ajudar a limpá-la, entre em contato conosco! Sempre que frequentar ambientes de mata, leve o seu lixo com você! Faça o descarte correto e seguro!”, informa a mensagem no Facebook da Origem.

Desde 2005 a Origem realiza um projeto de  levantamento e visitação às cachoeiras de Marília acompanhando a situação e o que pode oferecer à população como opção turística.

André Sanches Cibantos, secretário da Origem, explicou ao Jornal da Manhã que  o mapeamento das cachoeiras permite verificar a situação  do local, forma de acesso, e como elas podem se tornar atrativos turísticos. “Muitas cachoeiras são ameaçadas com lixo, enxurradas que destroem as  margens, esgoto. Estamos visitando e verificando a situação de cada uma”, disse.

Cibantos afirma que a ONG também atua em conjunto com o setor de Turismo e muitos grupos engajados com a prática do rapel se uniram a Origem para realizar um trabalho de limpeza das cachoeiras e colocação de placas que estimulem a população a preservar os locais.