Comitê municipal analisa mudanças da reclassificação de Marília para a fase laranja do Plano SP

Plano manteve funcionamento de academias e salões de beleza mas fecha bares e diminui horário de restaurantes

Por Izabel Dias 

 

O Governo do Estado anunciou ontem a reclassificação do Plano São Paulo e Marília regrediu para Fase Laranja, mais restritiva que a atual, principalmente em relação ao funcionamento dos bares. O plano flexibilizou o funcionamento de alguns setores como academias, salões de beleza e barbearias que estão autorizados a abrir. Em Marília, a Prefeitura informou que o Comitê de Enfrentamento vai analisar o plano e anuncia as mudanças somente na terça-feira.

Conforme as novas regras da Fase Laranja, foram ampliadas atividades permitidas em todos os setores com capacidade máxima de ocupação em 40%. O funcionamento máximo dos estabelecimentos está limitado a oito horas por dia e está proibido o atendimento presencial em bares. Os restaurantes, lanchonetes e pizzarias devem atender de forma presencial somente até às 20h.

Para o presidente do SinHores (Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares) de Marília, Sinval Gruppo, o setor mais uma vez é prejudicado, já que os bares não podem atender de forma presencial e o horário limite até às 20h para os restaurantes é prejudicial. “É muito difícil, vai ser uma calamidade para o setor; quem é permitido abrir pode abrir só até às 20h. Economicamente é ruim, muitos não terão como pagar salários já que foi suspenso o contrato com o Governo Federal. E o atendimento dellivery corresponde apenas a 30% do faturamento. Vai ter desemprego no setor”, disse Sinval.

Para o presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista) de Marília, Pedro Pavão, as novas medidas do Plano São Paulo penalizam menos as empresas. “A regressão para a fase laranja, com novas regras que reduzem o impacto sobre as empresas, mostra uma situação mais madura de controle sem penalizar empresas, empregos e renda. Aliás, sintomático que o governo tenha reconhecido isso no discurso oficial e nas medidas”, disse. A Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília) anunciou que a partir de segunda-feira (11) as lojas do comércio funcionam das 10h às 18h.

A próxima reclassificação do Plano São Paulo do Governo do Estado acontece dia 5 de fevereiro. Também estão na fase laranja as regiões de Presidente Prudente, Sorocaba e Registro.

Durante coletiva que anunciou a reclassificação ontem, a  secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, disse que agora o principal indicador do Plano SP será o número de internações por 100 mil habitantes. "Não basta só ter leitos, temos que controlar a pandemia. Os próximos seis meses são críticos, temos esperança da vacina, mas também responsabilidade de conter a pandemia”, disse.