ONG Origem inicia trabalho de mapeamento das cachoeiras e estímulo ao turismo consciente

Mapeamento das cachoeiras permite verificar a situação do local, forma de acesso, e como elas podem se tornar atrativos turísticos

Por Izabel Dias

A Associação Ambientalista Origem de Marília vem realizando ações que além de preservar as cachoeiras da cidade, buscam estimular o turismo consciente nesses locais. Desde 2005 a Origem realiza um projeto de  levantamento e visitação às cachoeiras de Marília acompanhando a situação e o que pode oferecer à população como opção turística.

Segundo André Sanches Cibantos , secretário da Origem,  o mapeamento das cachoeiras permite verificar a situação  do local, forma de acesso, e como elas podem se tornar atrativos turísticos. “Muitas cachoeiras são ameaçadas com lixo, enxurradas que destroem as  margens, esgoto. Estamos visitando e verificando a situação de cada uma”, disse.

Cibantos afirma que a ONG também atua em conjunto com o setor de Turismo e muitos grupos engajados com a prática do rapel se uniram a Origem para realizar um trabalho de limpeza das cachoeiras e colocação de placas que estimulem a população a preservar os locais. “Retiramos muitas latinhas, garrafas, plástico. Das cachoeiras esse lixo segue para os rios e para o mar. Vamos organizar grupos pra visitar as cachoeiras e recolher o lixo e também instalar placas de madeira com orientações”.

Segundo o secretário da Origem, no entorno de Marília há cerca de 50 cachoeiras mas a maioria não tem condições de receber visitantes pela dificuldade de acesso. “Por isso nossa proposta é linkada com o turismo, numa visitação controlada para diminuir o impacto na natureza; evitar pisotear a vegetação, evitar erosões. Temos cachoeiras que não é autorizada a entrada mas as pessoas vão”.

André Cibantos cita cachoeiras que estão em empreendimentos turísticos e já são bastante visitadas por moradores de Marília e região, como a Estância Vale de Oriente, Estância Vale da Graça, em Jafa, e em Lupércio a Fazenda Floresta. “Quem quiser conhecer cachoeiras com conforto e segurança é preciso procurar locais estruturados para receber visitantes”.  Interessados na prática do Rapel podem procurar nas redes sociais as equipes da Vertical Rapel e o Grupo Rocha Escalada, e a Camaleão Aventura em Echaporã.