Homem dá soco em companheira que cai e morre ao bater a cabeça

Luciano Henrique do Nascimento, de 42 anos, foi preso e indiciado em flagrante pelo crime de feminicídio

Por Matheus Brito / Foto: Divulgação

 

A autônoma Elizângela Marcelino, de 42 anos, morreu após ser agredida com um soco e na queda bater a cabeça no chão na noite de segunda-feira (4) em residência na rua Bento Biancardi, no Jardim Santa Paula, na zona Sul de Marília. O amásio Luciano Henrique do Nascimento, de 48 anos, foi preso pelo crime de feminicídio.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 22 horas. O casal teria se desentendido por motivo ainda desconhecido. Na confusão, Nascimento desferiu um soco no rosto de Elizângela, que caiu e bateu a cabeça no chão.

Com o forte impacto, a autônoma passou mal. Equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, mas a vítima não resistiu e morreu ainda no local.

Nascimento foi preso pelos policiais militares e indiciado em flagrante pelo crime de feminicídio. Ele foi recolhido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Álvaro de Carvalho e pode pegar uma pena de até 30 anos de prisão em regime fechado.

Essa é a segunda morte violenta registrada pela polícia no ano em Marília. Os números são 100% superiores em comparativo como o ano passado quando nenhum caso doloso ainda havia sido contabilizado. Em todo 2020 ocorreram 16 casos de assassinatos.