Morre uma pessoa a cada dois dias em Marília

Até o momento, 76% das vítimas fatais de Coronavírus na cidade tinham acima de 60 anos

 

Foto: Divulgação

Do total de casos de Covid-19 em Marília, o percentual de óbito está de 1.5%, taxa que se mantém na pandemia, mas que leva em conta o aumento acentuado de casos positivos. Em novembro houve mais 1.094 diagnósticos da doença e morreu uma pessoa a cada dois dias.

A primeira morte por Covid em Marília foi registrada no dia 3 de abril. No dia 30 de junho eram 12. No dia 31 de julho, 19. No último dia de agosto os óbitos tinham chegado a 30. Número que saltou para 50 no dia 30 de setembro e para 69 no final e outubro.

Já os últimos 27 dias de novembro somam mais 15 mortes, chegando a um total de 84. Só que a taxa de mortalidade é proporcional aos casos e considera a alta transmissão da doença, que faz dezenas de novas vítimas no município diariamente.  

Desde o primeiro diagnóstico de Coronavírus em Marília, no dia 31 de março, a cidade contabiliza 5.587 casos confirmados da doença. A cura é alta: 5.400 até o momento (taxa de 96,6%). Mas a evolução da Covid pode trazer agravos irreversíveis e sofre mais quem tem idade avançada ou patologias associadas.

76% das vítimas fatais tinham acima de 60 anos

Dos 84 óbitos por Covid contados em Marília, 64 tinham acima de 60 anos, o que equivale a 76%. O maior número de mortes ocorreu na faixa etária dos 70 aos 79 anos: 26 delas, ou seja, 31% do total.

Marília teve uma morte por Covid em jovem menos de 19 anos, nenhum óbito infantil ou juvenil, nenhum óbito dos 20 aos 29 anos e uma morte de adulto de 30 a 39 anos.

Com idade entre 40 e 49 anos morreram sete pessoas em Marília pela pandemia. E foram 11 mortes de pessoas que tinham entre 50 e 59 anos de idade.