Na cidade da ‘bolacha’, Nescau garante vaga antecipada do MAC

Centroavante marcou dois gols e já é o artilheiro do time na competição

Por Jorge Luiz/foto: Matheus Dahsan

O centroavante Gustavo Nescau, de 21 anos, foi o grande protagonista da vitória e da classificação antecipada do Marília Atlético Clube (MAC) ontem (dia 21), no estádio Bento de Abreu. O jogador marcou os dois primeiros gol do placar de 3 a 0 sobre o Grêmio Novorizontino, pela 5ª e penúltima rodada da 1ª fase da Copa Paulista.

O atleta da base chegou a três gols em 2020, sendo o artilheiro maqueano na competição e vice-geral na temporada – um atrás de Léo Bahia, que foi para a Guatemala.

Além da vaga para as oitavas de final, o resultado fez com que o Alviceleste assumisse a liderança do ‘Grupo 1’, com nove pontos. O vice-lider Botafogo (com 8), joga hoje (22), diante do Rio Preto, às 15h, fora de casa e pode retomar a ponta da tabela em caso de vitória.

“Vitória importante que garantiu a nossa classificação. Vamos para a última rodada brigando pela liderança e independente do jogo do Botafogo no domingo. O primeiro gol nosso foi o que treinamos, marcar a saída de bola do adversário. O segundo foi uma jogada que eu falei para eles no intervalo, lançando em profundidade quem vinha de trás”, declarou o técnico Guilherme Alves.

O treinador elogiou o centroavante Gustavo Nescau. O Nescau é um patrimônio do clube que vem fazendo gols. Há uma carência mundial no futebol na posição dele. Menino novo e com biotipo muito bom. Estou muito feliz, porque ele tem treinado muito e aproveitado a oportunidade que eu dei”, frisou. O próximo compromisso maqueano é nesta quarta-feira (25), contra o Botafogo, às 15h, em Ribeirão Preto.

 

1º tempo – Com quatro minutos de jogo o Marília abriu o marcador. Em troca de passes do Novorizontino no campo de defesa, o zagueiro Guilherme fez um toque curto pelo meio, o volante maqueano Junior Santos antecipou a jogada e deixou o centroavante Gustavo Nescau livre com o goleiro. Ele só teve o trabalho de tirar de Lucas Pereira no arremate (1 a 0).

Depois disso a partida ficou morna, com poucas chances de gols para ambos os lados. Os goleiros praticamente não trabalharam. Diferente de outras partidas, o Alviceleste conseguiu ajustar a marcação e sofreu poucos riscos na partida e o ataque manteve o ritmo do início da competição, principalmente no segundo tempo.

 

2º tempo – Se a etapa inicial foi fraca em oportunidades, na segunda o MAC poderia ter goleado. Com um minuto e meio de bola rolando saiu o segundo gol maqueano. Jogada pela direita com o atacante Orlando Junior, que viu o volante Felipe Cordeiro passar em velocidade e fez o lançamento em profundidade. O meio-campista foi até a linha de fundo, cruzou rasteiro para Gustavo Nescau marcar de novo (2 a 0).

Aos 19 minutos veio o terceiro gol. O lateral Diogo Calixto cobrou lateral pela esquerda de trás do meio campo, para Gustavo Nescau brigar pelo alto com o marcador. No rebote da disputa, o ponta-esquerda Luan Gama, que havia acabado de entrar, antecipou a marcação, ficou com a sobra e disparou livre para a grande área. Na saída do goleiro Lucas Pereira, o atleta do Marília fez apenas um toque por cima para balançar as redes (3 a 0).

O placar poderia ser ainda maior se os atacantes Jean Carlos e Eric Di María, que entraram no segundo tempo, não tivessem perdido gols livre com o goleiro Lucas Pereira na grande área.

 

Ficha técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Árbitro: José Cláudio Rocha Filho

Cartões amarelos: Arthur Gaúcho (Marília); Lucas Pereira, Guilherme e Almeida (Novorizontino)

Gols: Gustavo Nescau 4/1T e 1/2T, Luan Gama 19/2T (Marília)

 

Marília – Igor Castro; Dênis, Geninho, Arthur Gaúcho (Marcos Vinícius) e Diogo Calixto; Felipe Cordeiro, Junior Santos (Luan Gama), Felipe Cordeiro e Léo Couto; Lucas Lino (Eric Di María), Orlando Junior (Guilherminho) e Gustavo Nescau (Jean Carlos). Técnico: Guilherme Alves.

 

Novorizontino – Lucas Pereira; Claudinei, Guilherme, Almeida e Ferrugem; Léo Pinhati (Stênio), Pedro Matielo e Rômulo; Everton (Kauê Canela), Bryan (Lucas Oliveira) e Jackson (Diogo). Técnico: Carlos Magno (auxiliar).