Mariliense faz gol na classificação do Palmeiras à semifinal da Copa do Brasil Sub-20

Revelado nas categorias de base do MAC, atacante Luan Campos tem contrato com o Verdão até 2023

Por Jorge Luiz/foto: Divulgação

O mariliense Luan Campos, de 18 anos, foi um dos protagonistas da classificação do Palmeiras para a semifinal da Copa do Brasil Sub-20. Na vitória desta quinta-feira (19) sobre o Internacional-RS, no jogo de voltas das quartas de finais, no estádio Beira Rio, em Porto Alegre-RS, o atacante marcou o segundo gol do placar de 2 a 0. O duelo por uma vaga na final será diante do Bahia, que eliminou o São Paulo. As partidas devem acontecer nos dias 9 e 16 de dezembro.

Luan foi titular e só acabou relacionado para a partida de ontem, porque boa parte do elenco sub-20 do Verdão, foi promovido ao profissional, já que vários atletas da equipe principal estão infectados pelo Coronavírus. Foi o primeiro jogo do mariliense pelo Palmeiras na Copa do Brasil Sub-20.

Revelado nas categorias de base do Marília Atlético Clube (MAC), o atacante assinou contrato de três anos com a Sociedade Esportiva Palmeiras. O vínculo profissional começou no dia 17 de fevereiro e terminará somente dia 31 de janeiro de 2023. No Alviceleste, Luan tinha contrato amador até 31 de janeiro deste ano, mas antes disso deixou o clube para realizar avaliações no Palmeiras (em novembro).

Inclusive, não disputou a Copa São Paulo Junior pelo Maquinho, para atuar pelo Verdão na Copa Santiago Sub-18, realizada no Rio Grande do Sul. Na competição, o mariliense foi o artilheiro geral (cinco gols) e foi escolhido o melhor jogador.

Sem receber nada pela ida do atacante ao Palmeiras, a diretoria maqueana chegou a denunciar o clube da capital por aliciamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), da Federação Paulista de Futebol (FPF). O MAC alegou que Luan tinha contrato vigente quando disputou a Copa Santiago pelo Verdão e exigia uma compensação financeira pelo acerto do atleta com a agremiação.

No dia 14 de fevereiro, o TJD enviou um comunicado ao Marília, arquivando a denúncia sobre aliciamento por parte do Palmeiras. O documento assinado pelo procurador geral, Wilson Marqueti Junior dizia que: “Não existe nos autos qualquer prova do presente aliciamento, somente afirmações de existência de telefonemas, sendo assim, determino o arquivamento dos autos por falta de amparo fático e legal”.

 

Histórico no MAC – Luan de Campos Cristiano da Silva esteve na base maqueana por quase um ano e meio (do 2º semestre de 2018 até novembro de 2019), chegou a treinar com o elenco profissional na 4ª Divisão (Sub-23) do ano passado e jogou todas as competições de base: Jogos Abertos da Juventude (Sub-17), Jogos Regionais (Sub-20), Paulista da 2ª Divisão Sub-20 e Jogos Abertos do Interior (até 20 anos).

O atacante foi titular nos dez jogos realizados até as oitavas de final do estadual da Federação Paulista de Futebol (FPF) e marcou quatro gols. Pelas redes sociais, a reportagem JM entrou em contato com o mariliense, mas o jogador disse que não estava autorizado a conceder entrevista.