Hospitais locais mantêm o mesmo quantitativo de leitos Covid Adulto

Mesmo com a redução de vagas de Enfermaria, a taxa de ocupação está em 33,5%

 

Fotos: Divulgação

Apesar de o novo decreto estadual proibir a redução de leitos Covid, os hospitais locais mantêm o mesmo quantitativo, enquanto não houver aumento de demanda: 140 (70 de UTI e 70 gerais). As três instituições que internam pacientes suspeitos ou com a doença em Marília tiveram uma diminuição dessas vagas pela baixa demanda. A decisão foi tomada antes da determinação do Estado.

Os leitos gerais de Covid Adulto em Marília, que eram 119, foram reduzidos para 70 desde segunda-feira, mesmo número de leitos de UTI Covid Adulto (Terapia Intensiva), em que não houve diminuição. No caso do HBU (Hospital Beneficente Unimar), referência para Covid no Município, os 50 leitos de Enfermaria passaram a ser 30.

O Hospital Universitário respondeu ao Jornal da Manhã que “os leitos reduzidos são os que não chegaram a ser usados durante a pandemia, estavam contigenciados, de reserva, e a decisão visa evitar o desperdício do dinheiro público”.

A instituição destacou para a população que, havendo eventual aumento de internação por Covid, esses leitos podem ser retomados. “Até porque, a redução ocorreu antes do decreto do governador, por isso não muda o que foi feito”.

A Secretaria Municipal da Saúde tem o mesmo posicionamento. Decidiu que não é necessário rever a decisão anterior ao decreto estadual de reduzir leitos gerais em Marília em função da subutilização e porque o decreto estadual foi anunciado na última quinta-feira (19), entrando em vigor nesta data.

O gestor municipal de Saúde, Cássio Luiz Pinto Junior, já prestou esclarecimentos sobre o assunto ao Ministério Público. O governo de São Paulo mencionou que o decreto é para evitar a diminuição dos números de leitos públicos e particulares para pacientes de Covid-19. No estado, houve aumento de 18% na última semana de internações por Coronavírus.

A realidade é diferente em Marília. Mesmo após a diminuição de 119 para 70 leitos gerais de Covid na cidade, a oferta continuou maior que a demanda. A taxa geral de ocupação de leitos Covid Adulto, entre UTI e Enfermaria, tem girado em torno de um terço.

E como os leitos gerais exclusivos para Covid continuam nos hospitais, remanejados para outros atendimentos, a situação é reversível, havendo necessidade.

De acordo com a Secretaria da Saúde, por enquanto a Santa Casa também mantém a diminuição de 25 para 20 leitos gerais Covid Adulto. Assim como o Hospital das Clínicas (Unidade I), que mantém 20 leitos (eram 38); fora os seis leitos Covid específicos na unidade II (Materno Infantil), para mulheres em gestação.