Hospital vai ganhar a 5ª torre para comportar novo centro oncológico

O novo PET-Scan e outros equipamentos em aquisição demandam estrutura sob medida

 

Foto: Divulgação

O HBU (Hospital Beneficente Unimar) vai ganhar uma quinta torre para comportar o novo centro oncológico, que vai atender pacientes SUS. O novo PET-Scan e outros equipamentos em aquisição demandam estrutura sob medida. A construção tem previsão de conclusão ainda em 2021.

“É uma obra mais rápida, por ser menor, com menos pavimentos. Vamos ter equipamentos de última geração, como é o caso da radioterapia”, explicou a superintendente do HBU, Márcia Mesquita Serva Reis.

Segundo a superintendente, os aparelhos antigos, que são usados em alguns hospitais da região, chegam a submeter os pacientes a 1h40 de tratamento, com exposição de todos os órgãos. “Com os novos aparelhos, o Hospital Oncológico de Marília vai garantir mais humanização, atendendo crianças e adultos. É preciso ressaltar também a equipe médica, que vai dar todo o suporte para o paciente, atendendo-o integralmente e minimizando os efeitos colaterais causados pelo tratamento”.

Novo Hospital Oncológico da Unimar terá PET-Scan

Na semana passada o Governo do Estado oficializou o repasse de R$ 2,3 milhões ao HBU para a compra do PET-Scan, equipamento de exame de imagem utilizado para detectar tumores ou acompanhar a evolução de um câncer.

O equipamento vai compor a estrutura de exames e atendimento do novo Hospital Oncológico da Unimar. O recurso foi obtido por emenda parlamentar do deputado estadual Vinicius Camarinha (PSB), que visitou o novo prédio na última semana, acompanhado do reitor da Unimar, Márcio Mesquita Serva.

A superintendente do HBU e o diretor do hospital, José Pedro também receberam o deputado, assim como médicos diretamente envolvidos na estruturação da oncologia.

O PET-Scan tem custo total de quase R$ 5 milhões e vai ser adquirido por meio de contrapartida do hospital, que complementa a emenda parlamentar. O HBU aguardava essa definição para o investimento no equipamento, definindo modelo para dar andamento na obra.

“O PET/CT (PET-Scan), com uma equipe multiprofissional especializada, preparada e humana, vai oportunizar o tratamento do câncer aos pacientes SUS, sem necessidade de deslocamento”, afirmou Márcia Mesquita Serva Reis.

A previsão é de que o recurso público seja liberado em até 30 dias. O reitor Márcio Serva ressaltou que a construção do hospital visa atender a população de Marília e da região.

Vinicius Camarinha ressaltou que sempre vai atender as demandas da saúde, não só do HBU, como também aos outros hospitais de Marília. “Eu sempre agradeço a confiança em mim depositada e retribuo buscando recursos para o setor que entendo ser mais necessário para as pessoas. Por isso eu ajudo o HBU, o Hospital das Clínicas, a Santa Casa e todas as instituições de Marília ou da região que necessitam de recursos”, explicou.