Mariliense Ronaldo Vianna dirige Rita Cadilac

Os setores cultural e de economia criativa estão entre mais prejudicados pela pandemia da Covid-19.

 

Os setores cultural e de economia criativa estão entre mais prejudicados pela pandemia da Covid-19.

Com a necessidade de isolamento social, atividades em museus, casas de espetáculos, teatros, cinemas e outros segmentos foram suspensas, o que impactou diretamente projetos em andamento, a manutenção de postos de trabalhos e a garantia da renda para profissionais que atuam em todo o país.

Manter a saúde mental durante o isolamento social em meio a ansiedade, o risco de contaminação, as alarmantes notícias diárias sobre o aumento das taxas de infecção e mortalidade do coronavírus e, principalmente, a incerteza sobre o futuro, não é nada fácil.

Acreditando que, como disse o velho Voltaire, "o trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade", o ator /diretor mariliense Ronaldo Vianna tem procurado manter cheia e ativa sua agenda de atividades durante a quarentena.

"É preciso se virar, arrumar um jeitinho de sobreviver, e, como um bom brasileiro, é o que eu ando fazendo nesses últimos meses.

 Estou dublando bastante. Passei em dois testes e comecei a dublar o protagonista Troy de Lost in Transition, que aqui no Brasil chama-se Maridos em Transição e passa no canal TLC (Discovery) e o ator e comediante norte-americano Jin J. Bullock em A Batalha dos Piores Cozinheiros - Celebridades", conta Ronaldo.

"Atualmente estou dirigindo e atuando em Nós Duas e Mais Um. Para o ano que vem, ganhei da própria Leilah Assunção (autora) a direção de Fala Baixo Se Não Eu Grito e estou estudando o texto com muito carinho e preparando uma direção bem bacana.

A pandemia atrapalhou muitas coisas, mas não dá pra ficar parado vendo a vida passar...

Continuo também trabalhando com meus tricôs - acabei de fazer roupas, cachecois e gorros, para os ursos do Shoppings Iguatemy e Higienópolis, com o Carlos Rossi, um cenografo renomado aqui em São Paulo, com o qual ja faço Natais a 3 anos."

NÓS DUAS E MAIS UM

“Precisamos estar sempre com a nossa malinha pronta, porque o ontem já passou, o amanhã ainda está por vir e nesse intervalo de tempo, tudo pode acontecer.”

Trazendo esta mensagem, com leveza e bom humor, a comédia Nós Duas e Mais Um traz, baseada na doutrina espírita de Allan Kardec,

Segundo a autora, Suzene Galeão, ao escrever a peça ela teve somente a intenção de como falar da morte, sem sofrimentos, levar ao conhecimento do público um pouco da doutrina espírita e também alegria e diversão diante da constatação de dois espíritos desencarnados que descobrem que não mais pertencem ao mundo terrestre.

Ao todo são três personagens - um Mentor Espiritual (Ronaldo Vianna), uma Meretriz (Rita Cadilac) e um Transformista (Cleber Colombo), que se conhecem onde todas as verdades são reveladas. É justamente nessa troca de confidências que acontece o ápice desse encontro.

A ideia é fazer com que o público se envolva e compreenda que mesmo nos momentos mais críticos, podemos encarar tudo como uma grande comédia.

A trama de Nós Duas e Mais Um  se passa do “outro lado da vida”, onde um Mentor Espiritual tem a incumbência de doutrinar os recém-chegados ao mundo espiritual. Inconformados com a nova situação, eles irão relutar tanto que no final... Bem, o final você ficará sabendo quando for assistir à peça :-)

Com direção geral e cenários de Ronaldo Vianna, produção de Amilton Baratelle Sanches, figurinos de André Libermvndi, a peça tem estreia em São Paulo programada para a segunda quinzena fevereiro de 2021, com uma pré-estreia no interiuor paulista, provavelmente em Bauru, Jaú e Marília.