Carrasco maqueano, mariliense renova com Rio Preto para 2021

Luan Batoré tem dois gols marcados em três jogos pelo seu clube na Copa Paulista

Por Jorge Luiz/foto: Matheus Dahsan

Autor de dois gols nas duas partidas contra o Marília Atlético Clube (MAC), o atacante mariliense Luan Henrique, de 23 anos, assinou essa semana a renovação de seu contrato com o Rio Preto até o final do Campeonato Paulista da Série A-3 de 2021. Nesta Copa Paulista, o jogador fez três partidas e já balançou as redes duas vezes, ambas diante do Alviceleste: um na derrota de 4 a 3 e outro na vitória por 2 a 1.

“Fico até emocionado em falar desses dois gols contra o MAC, porque sou mariliense e maqueano de coração. Desde pequeno acompanho o clube, mas no momento defendo as cores do Rio Preto”, declarou. Luan lamentou não ter tido mais oportunidades no Marília. “Fico triste não só por mim, mas pelo tanto de atletas da cidade com qualidade e que não são aproveitados e acabam tendo sucesso em outras equipes”, frisou.

No gol marcado no estádio Bento de Abreu, no último sábado (14), Luan fez o de empate em 2 a 2. Na comemoração, tirou a camisa e correu para o setor coberto para festejar. “Não foi nenhum tipo de provocação por eu ser de Marília, foi apenas o momento, que foi de muita alegria e emoção”, revelou.

Pela primeira vez na carreira, Luan Henrique tem atuado como ‘camisa 9’. “Podendo ajudar não me importo em jogar em qualquer das quatro posições ofensivas”, destacou. O mariliense estreou pelo Rio Preto, entrando no segundo tempo e nos dois duelos contra o Marília, ganhou a titularidade.

 

Carreira – Luan Henrique ganhou a primeira oportunidade como profissional no Marília, onde era chamado de Luan Batoré. Ele disputou o estadual da Série A-3 de 2018, em que o clube de sua cidade natal acabou rebaixado. No segundo semestre, defendeu o CAP Uberlândia-MG, na 2ª Divisão Mineira. No ano passado chegou a fazer quatro partidas pelo Joseense no Paulista da 4ª Divisão e ainda jogou na equipe sub-23 da Ponte Preta.

Ainda em 2019, o mariliense se transferiu para a Albânia (País da Europa), para atuar pelo Egnatia, da 2ª Divisão. Em fevereiro de 2020, Luan voltou para o Brasil e acertou com o Batatais na Série A-3, mas jogou apenas um jogo, na derrota de 3 a 1 para o Barretos, entrando após o intervalo. Antes de acertar com o Rio Preto, o jogador tinha ido para o Vocem/Assis (Paulista 4ª Divisão) e ficou três semanas, mas recebeu proposta do seu atual clube e decidiu sair.