Pela 1ª vez na temporada, MAC pode vencer 2º jogo consecutivo

Jogo de hoje, às 17h, no Abreuzão será contra o Rio Preto, que tem a pior defesa da competição com 9 gols em duas partidas

Por Jorge Luiz/foto: Matheus Dahsan

Hoje à tarde (dia 14), o Marília Atlético Clube (MAC) poderá acabar com uma longa marca negativa. Nesta temporada, o time ainda não conseguiu vencer duas vezes consecutivas. Depois da vitória na última partida sobre o Novorizontino (2 a 1), fora de casa, o Alviceleste pode ‘engatar’ a segunda, às 17h, contra o Rio Preto, no estádio Bento de Abreu, pela 3ª rodada da Copa Paulista.

Para a partida deste sábado, o técnico Guilherme Alves terá à disposição dois estreantes: os atacantes Eric Di María, campeão do Paulista Série A-2 pelo São Caetano e Lucas Lino, recém chegado do Comercial, semifinalista da A-3. O jogador saiu ontem no sistema de registros da Federação Paulista de Futebol (FPF), fez o teste para a Covid-19, ainda no seu ex-clube e está liberado.

O treinador maqueano adiantou que Eric Di María será um das novidades, mas não falou no lugar de quem. Provavelmente ele jogará como um meia, na vaga do volante Léo Couto. O centroavante Gustavo Nescau, autor de um golaço por cobertura na rodada passada, também foi confirmado por Guilherme Alves e jogará na vaga de Jean Carlos.

Lucas Lino também tem boas chances de iniciar, já que participou dos treinos de quinta-feira (12) e ontem (11). Caso comece, ele seria o substituto de Kelvy no ataque, pelo lado esquerdo. Outro que aparece com boas possibilidades de ganhar a titularidade é o lateral-direito Dênis, no lugar de Bruno Oliveira.

 

Rio Preto – Assim como o Marília, o Rio Preto não passou da 1ª fase do Campeonato Paulista da Série A-3. O time ficou na 11ª colocação – uma posição abaixo do Alviceleste. Na Copa Paulista, o clube perdeu os dois jogos iniciais. O primeiro em casa para o Novorizontino (3 a 1) e o segundo de goleada para o Botafogo (6 a 1), em Ribeirão Preto.

O Rio Preto não vence uma partida oficial desde o dia 7 de março deste ano, quando bateu o Desportivo Brasil por 1 a 0, no estádio Anísio Haddad. De lá para cá foram sete jogos com: quatro derrotas e dois empates. Como visitante, o jejum é ainda maior. O time venceu pela última vez no dia 8 de fevereiro, com placar de 3 a 0 sobre o Primavera, em Indaiatuba.

O adversário maqueano tem a pior defesa da Copa Paulista. São nove gols sofridos em dois jogos (média de 4,5). O técnico João Santos, que comando a equipe nas últimas quatro rodadas do estadual, manteve boa parte do elenco, mas sem alguns dos principais nomes, como o centroavante Gabriel Barcos. O zagueiro mariliense Brunão permaneceu e atletas do sub-20 foram incorporados.

São 11 os reforços para a competição, entre eles os marilienses Marcos Romão (lateral-esquerdo) e Luan Batoré (meia-atacante). Boa parte dos contratados veio do rival América, que disputa o Paulista da 4ª Divisão, mas nem todos estavam no atual elenco desse ano.

 

Arbitragem – Pablo Rodrigo Soares de Oliveira será o árbitro da partida no Abreuzão. Seus auxiliares são: Marco Antônio de Andrade Motta Junior e Rodrigo Crosara.

 

Marília – Alyson; Bruno Oliveira (Dênis), Geninho, Arthur Gaúcho e Diogo Calixto; Junior Santos, Felipe Cordeiro e Eric Di María; Lucas Lino (Kelvy), Orlando Junior e Gustavo Nescau. Técnico: Guilherme Alves.

 

Rio Preto – Gustavo; Murilo Mendes, Brunão, Alysson e Marcos Romão; Rafael Cursino, Gabriel Doda e Lucas Lima; Luan Batoré (Pablo), Thiaguinho e Billy. Técnico: João Santos.