Chevrolet lança crossover mais barato de sua história, mas que não vem para o Brasil

A Chevrolet lançou oficialmente no Chile o Groove, crossover compacto destinado a 40 países de América do Sul, Oriente Médio, África e outras regiões específicas - mas não o Brasil.

A Chevrolet lançou oficialmente no Chile o Groove, crossover compacto destinado a 40 países de América do Sul, Oriente Médio, África e outras regiões específicas - mas não o Brasil.

O modelo de entrada é baseado no chinês Baojun 510, subsidiária da GM no país asiático.

A segunda geração do Captiva vendida em alguns mercados também tem origem em um modelo da marca, o Baojun 530.

Com preços a partir de US$ 12.130 (R$ 68 mil), o Groove LT é o crossover mais barato da história da Chevrolet. Há ainda a versão de topo Premier, tabelada a US$ 13.380 (R$ 75 mil).

Bem mais em conta que o nosso Tracker, que parte de R$ 88.790 e tem porte parecido (são 4,22 m de comprimento, 1,74 m de largura, 1,62 m de altura e 2,55 m de entre-eixos).

Entre os destaques da lista de equipamentos da opção de entrada estão controles de tração e estabilidade, quatro airbags, rodas aro 16, central multimídia com tela sensível ao toque de oito polegadas e câmera de ré.

A de topo vem ainda com painel com dois tons, revestimento de couro nos bancos e no volante, teto solar, partida por botão, ar-condicionado automático e faróis de LEDs.

Já a motorização é a mesma em ambas as versões: um quatro-cilindros 1.5 aspirado que entrega 110 cv e 14,9 kgfm de torque.

No Chile, onde foi apresentado, o câmbio será apenas manual de seis marchas, mas em outros mercados haverá a opção de CVT que simula oito marchas.

Em breve, o carro chegará a outros países da América do Sul como Colômbia, Peru, Equador, Bolívia e Uruguai. Assim como feito com o Captiva, Brasil e Argentina ficam de fora da lista.