Procon orienta sobre compras online na Black Friday

Reclamações de compras online tiveram crescimento de 55% no primeiro semestre em comparação a todo o ano de 2019

Por Izabel Dias 

Com a aproximação da Black Friday no final do mês, o volume de compras online já começa a aumentar e também cresce o risco de fraldes e golpes pela internet. O Procon mantém no site todas as orientações para uma compra segura e coloca todos os seus canais de comunicação à disposição do consumidor, no caso de denúncias.

O diretor do Procon Municipal de Marília, Guilherme Moraes, afirma que em razão das ofertas divulgadas durante a Black Friday, o volume de vendas pela internet aumenta e muitos consumidores realizam compras por impulso e sem observar aspectos de segurança.

“Os consumidores devem atentar para detalhes determinantes. É importante ter cuidado, apesar das ofertas serem atrativas, devem pesquisar a idoneidade do site”, disse Moraes. O diretor do Procon disse que este ano foram registrados muitos casos de sites clonados que fazem  inclusive emissão de boletos falsos. “É importante verificar o site, verificar o banco que trabalha, entrar em contato, e se tiver dúvidas não realizar a compra e entrar em contato com o Procon”.

O site do Procon-SP inclusive mantém uma lista de sites não confiáveis para compras e que já registraram algum tipo de irregularidade. “O site é mais uma ferramenta que o Procon coloca à disposição do consumidor quando for realizar compras online”, disse Guilherme Moraes.

AUMENTO

No primeiro semestre de 2020, o Procon de São Paulo registrou 121.173 reclamações relacionadas a compras pela internet, um crescimento de 55% em comparação a todo o ano de 2019 que registrou 78.419 demandas.

As questões mais reclamadas são demora, não entrega do produto com 31.614 registros, seguidos por problemas com cobrança, 10.559 reclamações.

Em tempos de quarentena em que o comércio ficou temporariamente fechado, as compras online se tornaram uma opção fundamental para que a população pudesse manter a compra de itens necessários. Independente do aumento da demanda, para o Procon o consumidor não pode ser prejudicado, os fornecedores não podem só pensar em vender e devem investir mais no seu pós-venda para que não haja desequilíbrio na relação de consumo.

FORNECEDORES

O Procon de São Paulo está realizando  reuniões com os principais fornecedores que participarão da Black Friday, acontece no próximo dia 27 em que diversos estabelecimentos comerciais promovendo descontos e promoções em seus produtos. O objetivo é que as empresas estejam preparadas para a data e que o consumidor possa aproveitar as ofertas sem ter problemas durante ou após as compras.

O Procon tem mantido reuniões com empresas que registraram grande número de reclamações na edição da Black Friday de 2019. O trabalho é de orientação e prevenção de problemas. O objetivo é  garantir que sejam tomadas as medidas necessárias para impedir que o consumidor tenha prejuízo e seja vítima de golpes.

O Procon orienta os comerciantes que em função da pandemia é importante que a promoção não aconteça apenas na sexta-feira (27), mas ao longo da semana para que o consumidor interessado em participar tenha tempo e não se aglomere nas lojas. O Procon Municipal de Marília fica na avenida das Indústrias 294 – Fone (14) 3401.2466 e (14)  99891.2331(Whatsapp).