Cuidadora pede ajuda para irmão acamado

Idoso é 100% dependente da irmã, que não pode se afastar de casa para trabalhar

Foto: Divulgação

A cuidadora Aurora Baldenebro pede ajuda da população para ela e o irmão acamado. A família vive em dificuldades há anos por problemas de saúde e a situação se agravou neste ano de pandemia, o que culminou com a sua mudança para uma submoradia. Toda doação é bem-vinda.

Aurora parou de trabalhar há anos para atender as necessidades contínuas do irmão e de outra irmã, que também adoeceu e se tornou dependente, já tendo falecido.

Os dois irmãos de Aurora, idosos e dependentes, possuíam o BPC (Benefício de Prestação Continuada) de um salário mínimo, mesmo assim, o custo de sustento das necessidades dos pacientes ultrapassava essa quantia e a cuidadora contava com um aluguel custeado pela Prefeitura de R$ 800,00.

Como os cuidados dos dois irmãos eram muito intensos, há alguns anos Aurora recorreu ao Ministério Público para conseguir uma vaga em asilo para pelo menos um deles.

Só que durante o trâmite, a irmã faleceu (um ano atrás) e o irmão não se adaptou ao asilo. Aurora contou que perdeu o aluguel social e não conseguiu reaver a ajuda.

A cuidadora alega grande dificuldade financeira porque o BPC do irmão é insuficiente para suas necessidades e as contas fixas. “Vivo em função dele, sem poder trabalhar”.

Ela deixou o aluguel da casa no Jardim Bandeirantes e se mudou para a comunidade do Jardim Eldorado. “Mesmo assim tenho que pagar R$ 600,00 de prestação pela casinha e meu irmão precisa de cuidados especiais”.

Segundo Aurora, para manter a saúde, o irmão precisa de alimentação de qualidade, medicação, produtos de higiene e cuidados apropriados a um acamado. “Faço troca constante de lençóis, higienização frequente, troca de fraldas e roupas várias vezes ao dia. Com isso, as roupas pessoas e de cama gastam muito mais rápido”, contou.

O irmão de Aurora tem 73 anos, está cego, doente e com uma perna amputada. A ajuda da sociedade pode ser encaminhada à rua Joaquim Ferreira Évora, nº 974 (fundos), Jardim Eldorado. Ou é possível ligar para 99794-4069.