VWCO oficializa venda dos primeiros 100 e-Delivery para a Ambev

Lote faz parte de intenção de compra da fabricante de bebidas de 1,6 mil unidades até 2023

A Volkswagen Caminhões e Ônibus e a Ambev oficializaram acordo de entrega dos primeiros 100 e-Delivery.

A negociação faz parte de plano da fabricante de bebidas de eletrificar frota de seus operadores logísticos com 1,6 mil caminhões elétricos da marca até 2023.

A Ambev já opera com um protótipo de teste desde 2018, logo após o anúncio de sua intenção de compra em agosto daquele ano.

Ao longo do tempo, o modelo acumulou mais de 30 mil quilômetros em operação reais na distribuição de bebidas na Zona Sul de São Paulo, deixando de consumir mais de 6,5 mil litros de diesel, além de garantir que 22 mil toneladas de CO2 fossem lançadas na atmosfera.

Desde o fim do ano passado, a fábrica de Resende (RJ) passa por reformulações para dar lugar a linha dedicada à produção em série do e-Delivery.

Acordo feito com fornecedores e a VWCO, implantarão nas instalações o primeiro consórcio modular para montagem dos veículos, fornecimento de infraestrutura e gerenciamento das baterias.

A estimativa da fabricante é de as entregas dos caminhões comecem a partir do segundo semestre do ano que vem.

Para receber os veículos, também a Ambev se prepara ao encaminhar a construção de 48 usinas de geração de energia de fontes limpas em seus centros de distribuição espalhados pelo País.

Neste primeiro lote, os caminhões atuarão em São Paulo e no Rio de Janeiro.

De acordo com as contas da montadora, no primeiro ano de operação, os 100 e-Delivery deixarão de emitir por volta de 1,5 mil toneladas de CO2 e economizarão 583 mil litros de diesel.