Volkswagen atualiza VW Play com modo valet que "dedura"

Velocidade máxima atingida e distância percorrida também serão registradas.

A Volkswagen anunciou a primeira atualização da central multimídia VW Play, que equipa Nivus e T-Cross. A partir da próxima semana, os usuários terão mais segurança no modo Valet, que registrará diversos parâmetros do veículo. Segundo a marca, os aprimoramentos no sistema serão constantes.

O modo, que limita as funções do veículo para manobristas, passa a gravar dados do que aconteceu com o carro durante esse período, como a velocidade máxima atingida, a distância percorrida e quais portas foram abertas, incluindo porta-malas e capô.

Todo o processo de gravação é apresentado na tela da central, deixando claro para quem estiver dirigindo ou mexendo no veículo de que ele está sendo monitorado. Ao desativar o modo Valet, pela senha definida pelo proprietário, as informações são apagadas.

“Esta é uma novidade construída com base em depoimentos de clientes Volkswagen que gostariam de ter informações sobre o modo que seu veículo foi tratado em um estacionamento, por exemplo”, afirma Matheus Arantes, gerente de engenharia elétrica da Volkswagen do Brasil.

Além disso, a atualização também promete mais estabilidade no funcionamento do sistema, correções em possíveis falhas de áudio, imagem e Wi-Fi, bem como melhorias de conexão com Android Auto e Apple CarPlay.

A Volkswagen destaca que a atualização é opcional. Quem optar por não fazê-la, apenas ficará sem as novidades, sem prejuízos, assim como acontece em smartphones. O processo é gratuito e deve ser feito em uma concessionária da marca mediante agendamento.

Atualizações constantes

A fabricante também firmou que esta é apenas a primeira atualização que o VW Play receberá ao longo do tempo. A intenção da Volkswagen é tornar o sistema atualizável justamente como o de um smartphone, alterado e inserindo funções, e corrigindo problemas.

“Trabalhamos para trazer ainda mais inovação aos nossos clientes e também para aprimorar os dispositivos que já estão nas ruas. Essa é uma prática muito comum e frequente no mundo tecnológico, pois a evolução é constante", disse Matheus Arantes.