Com ‘novo’ elenco, MAC quer sair da vice-lanterna e ainda sonha com vaga

Duelo contra o Grêmio Osasco é hoje, às 17h, no estádio Bento de Abreu

Por Jorge Luiz/foto: José Neto

 

Foram 190 dias de intervalo por conta da pandemia do Coronavirus, entre a derrota para o Comercial (3 a 0), em Ribeirão Preto e o jogo de hoje (dia 19), contra o Grêmio Osasco, às 17h, no estádio Bento de Abreu, pela 12ª rodada do Campeonato Paulista da Série A-3.

O Marília Atlético Clube (MAC) está na vice-lanterna com 11 pontos e aposta na reformulação de quase todo o elenco (73%) para sair dessa situação e ainda brigar por uma das oito vagas nas quartas de final.

Dos 26 atletas inscritos pelo Alviceleste até a paralisação na 11ª rodada, somente sete permaneceram: goleiros Thiago Moraes, Igor Castro e Felipe Mosquete; volante Fabrício, meia-atacante Kelvy e atacantes Wellington e Gustavo Nescau, que faz parte da ‘Lista B’ e não ocupa nenhuma das 26 vagas na listagem principal. O técnico Guilherme Alves pediu a contratação de 19 reforços.

Com a liberação da Federação Paulista de Futebol (FPF), a volta aos treinos para todos os 16 participantes da Série A-3 começou no dia 17 de agosto. “Reta final para a nossa reestreia, mas para muitos atletas do nosso elenco é a estreia no campeonato. Tivemos uma boa preparação, logicamente que o tempo não foi o adequado, mas nós tivemos pouquíssimos problemas de lesões e isso na verdade me tranquiliza bastante. Muito ansioso para essa retomada da competição”, declarou Guilherme Alves.

O treinador maqueano acredita muito em uma reviravolta do time com os reforços contratados.

“Temos alguns jogadores que já atuaram em divisões superiores, alguns atletas que têm o poder de definir jogos. Temos uma bola parada bastante interessante também, mas o ponto mais importante é que temos jogadores que já jogaram em competições bem maiores que a Série A-3 e eu espero que esse ‘know-how’ faça uma grande diferença para nós”.

Guilherme Alves evitou em falar nesse momento sobre brigar pelo G-8 (zona de classificação) e falou sobre o confronto deste sábado. “Respeitamos muito o Grêmio Osasco. As duas equipes estão em uma situação muito complicada na tabela e hoje é um jogo de confronto direto contra o rebaixamento”, avisou.

 

Mistério na escalação – Sem a presença da imprensa nos treinamentos por conta do protocolo de segurança da FPF, o Marília disponibilizou o mínimo de informações sobre os trabalhos e a escalação é um mistério. A diretoria também não divulgou se algum dos jogadores testou positivo para os exames da Covid-19, realizados no começo da semana e que determinarão a presença no jogo de sábado.

Nem mesmo o departamento médico foi autorizado a falar sobre a situação dos atletas que se recuperam de lesão e se foram liberados para os treinos dessa semana. São os casos do meia Leílson (estiramento leve no ligamento medial colateral) e do atacante Jean Carlos (músculo adutor da coxa).

Jogando no Abreuzão, o aproveitamento maqueano é de apenas 40% nesta Série A-3. Em cinco partidas foram: uma vitória, três empates e uma derrota. Até o início desta 12ª rodada, o Alviceleste era a equipe com mais empates no estadual (5), tem o segundo pior ataque (7), mas aparece com a 4ª melhor defesa (10). O Marília não venceu nas últimas três rodadas: empate com o Rio Preto (1 a 1), em casa e derrotas fora para Nacional (2 a 1) e Comercial (3 a 0).

 

Grêmio Osasco – Com apenas um ponto a mais que o MAC, o Grêmio Osasco pode entrar na zona do rebaixamento em caso de derrota. Para se afastar do risco de queda, o clube precisará fazer algo que ainda não conseguiu na competição: vencer fora de casa. Em cinco jogos como visitante foram: quatro derrotas e um empate.

No comando da equipe está o técnico Leonardo Vitorino, que assumiu o controle na última rodada de paralisação e conseguiu levar o time a vitória sobre o Rio Preto por 2 a 0, em Osasco.

Em entrevista ao programa “Com a Bola Toda”, da TV Canal 4, na última quinta-feira (17), o treinador do Grêmio Osasco disse que perdeu quatro titulares (não citou nomes) e a reposição foi feita com atletas da base. O clube tem parceria com a Caldense-MG, que no mês passado chegou à semifinal do Campeonato Mineiro. Um parte do elenco paulista foi emprestado ao time mineiro e somente alguns retornaram.

“A prioridade do projeto é a Caldense, que vai disputar o Brasileiro da Série D. Não veio de volta nenhum titular lá de Minas, mas vieram alguns para complementar nosso elenco. Não contratamos nenhum reforço e mantivemos quase todos, porque os contratos são longos. Em algumas posições carentes nós subimos jogadores da própria base”, explicou Leonardo Vitorino, que também não deu pistas sobre a escalação de sua equipe.

 

Arbitragem – Danilo da Silva será o árbitro de duelo de hoje no Bento de Abreu. Ele será auxiliado por: Diego Morelli de Oliveira e Fernando Afonso Gonçalves de Melo.

 

Marília – Thiago Moraes; Bruno Oliveira, Moisés, Marcos Vinícius (Geninho) e Calixto; Junior Santos, Léo Couto (Felipe Cordeiro) e Maicon Assis (Kelvy); Wellington, Léo Bahia (Jean Carlos) e Tito. Técnico: Guilherme Alves.

 

Grêmio Osasco – Charles; Rodrigo, Caio Souza, Bruno Henrique e Vinícius Teodoro; Gabriel Tonini, Kaíque, João Goes e Bruno Oliveira; João Pedro e Vinícius Paiva. Técnico: Leonardo Vitorino.