Detido e liberado após furto, desempregado é flagrado com drogas e munições

Acusado, quando menor de idade, também participou de assassinato de agente em rebelião na Fundação Casa de Marília no ano de 2016

Por Matheus Brito / Foto: Divulgação

Pouco mais de 24 horas, após ser detido por furto em residência, o desempregado Mateus de Oliveira Santos, de 21 anos, foi preso por policiais militares após ser flagrado com tijolos de maconha e munições na noite de quinta-feira (17) no conjunto de apartamentos da CDHU, na zona Sul de Marília.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 21h30, os policiais militares do BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) realizavam patrulhamento preventivo pela zona Sul quando avistaram o acusado transportando uma mochila nas costas.

Santos tentou se evadir, mas foi perseguido e abordado na entrada de seu apartamento. Na mochila foram encontrados três tijolos de maconha (1,9 quilo). Em buscas no imóvel, os policiais militares apreenderam seis munições de calibre 12,.40 e 9 milímetros.

Santos foi indiciado em flagrante pelos crimes de tráfico de entorpecentes e posse ilegal de munição, e recolhido para a penitenciária de Marília. Somadas as penas podem chegar até 19 anos de prisão em regime fechado.

Reincidente – Santos já havia sido preso por policiais militares na tarde de quarta-feira (16) acusado de furto em uma residência na rua Capitão Alberto Mendes Junior, no Jardim Vitória, na zona Sul da cidade.

O desempregado e um adolescente, de 16 anos, arrombaram a porta de uma residência e furtaram dinheiro, joias e bijuterias. A dupla foi presa após tentar fuga pulando muros e telhados de residências vizinhas.

Santos foi indiciado em flagrante pelo crime de furto qualificado, mas teve liberdade concedida em audiência de custódia na Justiça.

Ainda segundo apurado pela reportagem do Jornal da Manhã, o desempregado, ainda como menor de idade, teria participado do assassinato do servidor Francisco Calixto, de 51 anos, durante rebelião na unidade da Fundação Casa de Marília, ocorrida em 2016.