Volante e goleiro são os remanescentes que mais atuaram pelo MAC até a pandemia

Volante Fabrício e goleiro Thiago Moraes fizeram oito jogos cada antes do Covid

Por Jorge Luiz/fotos: Matheus Dahsan

Dos 26 jogadores que vestiram a camisa do Marília Atlético Clube (MAC) até a parada pela pandemia do Coronavírus, apenas seis foram mantidos para a continuação do Campeonato Paulista da Série A-3, sendo o sétimo o atacante Gustavo Nescau, que faz parte da ‘Lista B’.

Os dois atletas que mais entraram em campo nas 11 primeiras rodadas foram: o goleiro Thiago Moraes e o volante Fabrício, com oito participações cada.

O goleiro Igor Castro e o atacante Wellington possuem quatro partidas cada. O goleiro Felipe Mosquete não entrou em campo em nenhuma oportunidade, assim como o meia-atacante Kelvy, que não ganhou nenhuma chance na equipe pelo fato de ter ficado todo o período pré-pandemia no departamento médico, por conta de uma lesão na fíbula do tornozelo direito.

‘Lista B’, Gustavo Nescau também espera sua primeira oportunidade na temporada.

Para o jogo deste sábado (dia 19), contra o Grêmio Osasco, às 17h, no estádio Bento de Abreu, o Marília não revela qual será a formação inicial. O clube também não divulgou se o meia Leílson e o atacante Jean Carlos foram liberados pelo departamento médico, para os treinos com o grupo.

Dois jogadores ainda não estão aptos para a volta do estadual por ainda não estarem inscritos: os volantes Léo Couto e Dionathan. Ontem a documentação do meia-atacante João Gabriel foi regularizada e já apareceu no sistema. O prazo final para inscrição é até amanhã (dia 18).

 

Aposta em jovens – Formados nas categorias de base do Marília, dois jovens meias agradaram o técnico Guilherme Alves e assinaram contrato profissional. Guilherme Vieira tem 18 anos e está com vínculo até 30 de novembro de 2021. O jogador veio do Verê FC-PR. Já Keslley, de 20, tem pouco menos de três meses (contrato até 1º de dezembro) para mostrar seu talento. Nas duas últimas temporadas defendeu o Cuiabá-MT.

Guilherme Vieira foi formado na escolinha de futebol Stadium BR e defendeu o Osvaldo Cruz no Campeonato Paulista Sub-11 de 2013. Em 2014 e 2015 jogou pelo Maquinho o estadual sub-13 (16 partidas no total e dois gols) e em 2017 participou da equipe maqueana sub-15, em que entrou em campo em 18 oportunidades e anotou cinco gols no Paulista. Foram 34 partidas na base do Alviceleste e sete gols marcados.

Já o meia Keslley atuou com a camisa do MAC nas temporadas 2016 e 2017, pelo Campeonato Paulista Sub-17. No primeiro ano foram 11 jogos e dois gols marcados e na segunda 18 partidas e dois gols (total de 29 atuações e quatro gols anotados).