Presentear com flores cativa e emociona até os pais mais resistentes

Além da delicadeza deste gesto de carinho, as flores e plantas ornamentais são capazes de amolecer até os pais mais "durões".

Além da delicadeza deste gesto de carinho, as flores e plantas ornamentais são capazes de amolecer até os pais mais "durões".

Por isso, no próximo domingo (9), Dia dos Pais, elas são excelentes opções para presenteá-los, desde os mais jovens até os mais maduros.

Plantas e flores com cores fortes e de mais fácil de manutenção, por não exigirem tantas regas e cuidados, são as mais recomendadas para quem quer surpreender os pais com um presente vivo e que, sem dúvida, mexe com as emoções.

A Cooperativa Veiling de Holambra criou uma campanha para que os filhos possam homenagear os pais com os mesmos presentes que encantam e emocionam as mães. “Surpreenda com flores quem está sempre pensando em você”, sugere.

As floriculturas de todo o Brasil já estão usando a criatividade para agradar a este público, criando arranjos e composições mais sóbrios e robustos para o Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo, 9 de agosto.

Os bonsais, de maneira geral, sempre fazem sucesso, mas as miniaturas de frutíferas, como as de jabuticabeira, certamente agradarão mais. Orquídeas são sempre assertivas.

Para os pais, a denphalaen verde ou as phalaenopsis azul farão muito sucesso. As flores do campo, em vasos ou maços, por serem bem duráveis e apresentarem cores firmes, estão na lista das flores alegres e super recomendadas para a data.

Vale, também, escolher a flor de acordo com o estilo do pai: mais sóbrio, mais conservador, mais alegre, mais brincalhão. Ou combinar as flores com outros presentes, acompanhando cestas de café da manhã ou de guloseimas ou de bebidas. De acordo com o gosto de cada pai.

Dia dos Pais

Embora, no Brasil, o Dia dos Pais, tenha sido instituído em 1953 pelo publicitário Sylvio Bhering para estimular as vendas no comércio, com o tempo a comemoração tem o grande objetivo de para fortalecer os laços entre pais e filhos e o agradecimento aqueles que geraram uma vida.

Inicialmente, o Dia dos pais era comemorado em 16 de agosto, tendo sido escolhida para coincidir com a data na qual a igreja católica homenageia São Joaquim, pai da Virgem Maria e avô de Jesus. Apenas tempos depois a data foi deslocada para um domingo - o segundo do mês de agosto - para facilitar os encontros familiares.

No entanto, relatos indicam que, há cerca de 4 mil anos, o jovem Elmesu teria moldado um cartão em argila, desejando sorte, saúde e longa vida a seu pai, o rei Nabucodonosor, da Babilônia.  Em outros países o Dia dos pais é comemorado em datas bem diferentes.