Desempregado é assassinado a tiros pelo irmão na zona Sul

Rodrigo Cândido da Silva, de 23 anos, fugiu após o crime e não foi encontrado durante as buscas de policiais militares

Por Matheus Brito / Foto: Edio Junior

O desempregado Fabiano da Silva, de 31 anos, foi assassinado a tiros após discussão com o irmão Rodrigo Cândido da Silva, de 23 anos, na madrugada de terça-feira (4) na rua Pedro Licati, no bairro Vila Real, na zona Sul de Marília. Esse é o décimo primeiro caso de homicídio registrado no ano na cidade.

O crime ocorreu por volta das 0h45 e foi presenciado pelo pai, o aposentado A.C.S. de 68 anos. Ele relatou à Polícia Militar que Rodrigo chegou ao imóvel para buscas o filho e a esposa, e ao ir para a área externa do imóvel iniciou uma discussão com Fabiano.

Armado com uma faca, Fabiano fez ameaças de mortes e teria partido em direção ao irmão, que sacou o revólver da cintura e efetuou um disparo, que atingiu o olho esquerdo. Com a vítima já caída, Rodrigo ainda atirou no abdômen.

Fabiano foi socorrido por ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital das Clínicas (HC) de Marília, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no pronto-socorro.

Após o crime, Rodrigo se evadiu do local. Policiais militares realizaram buscas por bairros da zona Sul, mas o acusado não foi encontrado. A PM apreendeu a faca da vítima e ainda encontrou no quintal uma pochete com 28 pinos de crack e sete de cocaína.

Até a conclusão desse material, o serviço funerário municipal não tinha informações sobre velório e sepultamento de Rodrigo.

O desempregado é a décima primeira vítima de homicídio do ano em Marília. Os números são 10% superiores em comparativo com o mesmo período do ano passado quando haviam ocorrido dez mortes. Em todo 2019, a polícia registrou 17 casos de assassinato.