Pecuarista morre após ataque de abelhas

                                 

 

O pecuarista Evaldo Beluci Borghetti, 51 anos, mais conhecido como Vadão, faleceu nesta sexta-feira em Marília após um longo período de internação por um ataque de abelhas sofrido enquanto trabalhava no campo.


Nascido em Marília, com história ligada ao distrito de Lácio, Vadão teve a vida dedicada ao trabalho rural. Em todas as mensagens divulgadas por amigos e familiares é lembrado por sua alegria e boa relação.


“Meu primo amigo de todos e querido também por todos que te conheciam, nunca estamos preparados para o adeus, mais hoje o céu te chamou”, destaca uma das mensagens em redes sociais.


“Aonde estiver, fique sabendo que tanto eu quanto a minha família, amávamos muito você, que nunca precisou pedir licença pra entrar em casa, era como da nossa família”, diz a mensagem de um amigo.


Evaldo trabalhava como o trator em uma área de pasto quando teria sofrido o choque com o enxame de abelhas. Foi internado com quadro grave de reação e encaminhado para a UTI. O velório de Evaldo Belluci Borghetti foi marcado para este sábado, dia 1º, a partir de 7h na sala 5 do Velório Municipal, e o sepultamento para 13h30.

(Giro Marília)