Polícia Civil apura caso de mulher queimada

Mulher foi conduzida, em estado grave, à Unidade de Queimados da Santa Casa

 

Foto: Edio Junior

O caso de uma mulher queimada no distrito de Rosália (Marília) foi registrado como tentativa de feminicídio, mas pode ter sido uma tentativa de suicídio. A paciente foi socorrida em estado grave no fim da tarde dessa quinta-feira (30) e está na Santa Casa. A Polícia apura dos fatos.

A vizinha chamou a Polícia e contou aos PMs que o companheiro teria ateado fogo na vítima, segundo a própria versão da mulher, durante o pedido de socorro.

Pelo estado grave em que se encontra e por já ter sido levada pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros quando a PM chegou, não foi possível ouvir a versão da vítima.

Testemunhas ouvidas posteriormente pela Polícia Civil colocam em dúvida a tese de tentativa de feminicídio porque o companheiro não estaria na residência quando a mulher foi queimada e também não haveria histórico de violência entre o casal.

Além disso, a mulher teria o vício de alcoolismo. Ela foi levada ao Hospital das Clínicas e, após o atendimento emergencial inicial, encaminhada à Unidade de Terapia de Queimados da Santa Casa de Misericórdia. A investigação continua.

Polícia investiga morte de idoso

A Polícia Civil também investiga a morte de um idoso. O açougueiro Albano Leardine, de 87 anos, deu entrada no Hospital das Clínicas no último dia 20 de julho após queda e fratura de fêmur.

Ele faleceu na última quinta-feira à noite (dia 30). O caso foi registrado como morte suspeita ou morte acidental e será investigado. O exame necroscópico foi solicitado.