Mercado de veículos segue em recuperação

Balanço parcial das vendas de automóveis e comerciais leves em julho indica crescimento de 25% sobre junho, sinalizando uma retomada gradual mas consistente do mercado.

Balanço parcial das vendas de automóveis e comerciais leves em julho indica crescimento de 25% sobre junho, sinalizando uma retomada gradual mas consistente do mercado.

 “Vemos uma recuperação um pouco mais rápida do que esperávamos”, comenta o diretor da marca Fiat e de operações comerciais no Brasil, Herlander Zola.

Se concretizada a expansão de 25% ao final do mês, as vendas de veículos leves em julho ficarão próximas de 153 mil unidades, ante as 122,7 mil de junho, que foram 118% maiores do que as de maio (56,6 mil).

A Fiat, em particular, comemora os bons resultados obtidos a partir do lançamento da nova Fiat Strada.

Segundo Zola, a venda de 10 mil unidades da picape em três semanas – a maioria antes mesmo do lançamento da campanha publicitária épica, estrelada pelo ícone Elvis Presley - ficou muito acima das expectativas iniciais da montadora.

Em entrevista online para falar sobre o novo logotipo da Fiat, o diretor da marca admitiu que por causa da Covid-19 a empresa teve de postergar o lançamento de dois SUVs no Brasil.

Destacou, no entanto, que o comportamento positivo do mercado em julho dá a chance de os novos produtos acabarem chegando antes da data reprogramada a partir da pandemia.

Os dois SUVs, segundo a Fiat, terão em comum o forte componente de conectividade cada vez mais presente na linha de produtos da marca, com destaque para a nova central multimídia UConnect 7” já disponível das picapes Toro e Strada. A montadora também lançará novos trens de força, com motores turbos flex de três e quatro cilindros, além de incorporar o câmbio CVT em importantes produtos da gama.