Luto na TV esportiva; morre Rodrigo Rodrigues

Morreu nesta terça-feira (28), aos 45 anos, vítima da covid-19, o apresentador Rodrigo Rodrigues.

 

Rodrigo sofreu uma trombose venosa cerebral em virtude da doença e estava internado desde o último sábado na UTI do hospital da Unimed, no Rio de Janeiro.

 

 

Em janeiro de 2019, Rodrigo Rodrigues foi contratado pelo Grupo Globo, onde atuava ao lado do narrador mariliense Gustavo Villani, que ontem (27), em sua conta no Instagram, demonstrava sua torcida pela recuperação do amigo.  

 

“Como será o amanhã, responda quem puder. O que irá me acontecer, o meu destino será como Deus quiser... (União da Ilha -1978, composição de João Sérgio) Eu do samba, @rr_tv do pop/rock. Eu da birita, RR do refri. Eu dos meus, RR de todos. Ainda assim, além do máximo respeito pelas diferenças, acho que temos muito mais convergências: as altas madrugadas que RR chama de “noites sujas” (e aquele taxi, @pauloamigao). A vida intensamente vivida, conversada pelos cotovelos e sempre divertida, leve (para ele). Até quando eu choro, ele ri. RR não se apega a anda, incrível. Ou se apega a tudo? Muitos empregos, amigos, namoradas (“vou ali, resolver um negocinho, depois passo lá”). Cinema sozinho, viagens sozinho, mora sozinho. Bem resolvido consigo, dou valor. Fácil trato. Muito talento, na música e televisão. Devolvo aqui seu carinho, quando anunciado na Globo. Te amo, bicho. Muito obrigado por tanto, em 10 anos de amizade genuína”, escreveu Guga Villani.

 

Também nas redes sociais as emissoras e os colegas de trabalho prestaram suas homenagens ao apresentador “gente boa”.

 

Esporte Interativo “Por um ano, Rodrigo foi nosso companheiro à frente do “De Placa” e se tornou parte da nossa família”.

 

 

 Globo Esporte postou “Apaixonado por esporte e música, apresentador fez amigos por onde passou e conquistou uma legião de admiradores com bom humor e competência”.

 

O comentarista Antero Greco escreveu “A aventura de Rodrigo rodrigues por aqui foi curta, mas intensa e emocionante. Que honra ter convivido com um amigo tão terno e gentil. Um presente que a vida deu pra mim e para os que o conheceram. Obrigado, querido”.

 

A também comentarista Ana Thais Matos também lamentou a perda do amigo “Hoje é o dia mais triste da minha carreira. Meu amigo, parceiro de pizza na madrugada, generoso, divertido, que me ensinou tanto como ser leve em televisão. Rubro-negro doente, viciado em camisas de clubes, músico, Zico e resenha. Meu canalha favorito! Nosso amigo!