Documentário sobre prisão de Caetano Veloso é selecionado para o 77º Festival de Veneza

"Narciso em férias", documentário sobre a prisão de Caetano Veloso durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985), foi selecionado para a 77ª edição do Festival de Cinema de Veneza, que acontecerá de 2 a 12 de setembro, na Itália.

"Narciso em férias", documentário sobre a prisão de Caetano Veloso durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985), foi selecionado para a 77ª edição do Festival de Cinema de Veneza, que acontecerá de 2 a 12 de setembro, na Itália.

O festival deve ser o primeiro a ter eventos realizados presencialmente durante a pandemia do coronavírus. A programação será reduzida, com "características únicas", segundo a organização, que ainda não deu detalhes sobre as mudanças preparadas para a edição.

Dirigido por Renato Terra ("Uma noite em 67") e Ricardo Calil ("Cine Marrocos"), o documentário tem o relato de Caetano sobre os 54 dias que passou na prisão, com revelações inéditas.

O único filme brasileiro na programação deste ano será exibido em uma mostra fora da competição pelo Leão de Ouro, principal premiação do evento.

Prisão em 1968

Caetano foi preso em dezembro de 1968, sem receber explicações, duas semanas depois da instituição do AI-5, uma das principais medidas da repressão adotadas pela ditadura.

O filme que conta a história é produzido por Paula Lavigne, em colaboração com a produtora dos irmãos Walter e João Moreira Salles.

O júri do 77º Festival de Veneza será presidido pela atriz australiana Cate Blanchett. A atriz britânica Tilda Swinton e a cineasta de Hong Kong Ann Hui serão homenageadas pelo conjunto da obra.