Comerciante reclama de sujeira deixada por jovens na Cascata e pede providências

Finais de semana situação é pior, já que deixam grande quantidade de lixo na rua e nas calçadas; local registra aglomeração de pessoas

Um comerciante da avenida Cascata, em frente a praça, postou fotos no Facebook da empresa onde reclama da sujeira deixada toda segunda-feira no local pelos jovens que continuam fazendo aglomerações nos finais de semana apesar da proibição da legislação em vigor em razão da pandemia da Covid-19.

O comerciante afirma que todos os dias os jovens se reúnem no local mas nos finais de semana a situação é pior, já que deixam grande quantidade de lixo na rua e nas calçadas. Ele pede providências ao prefeito Daniel Alonso e a Emdurb.

“Toda segunda feira é a mesma coisa, temos que dispor um tempo e trabalho para limpar a sujeira dos  nossos queridos jovens que ficam se reunindo no estorno da Avenida Cascata todos os dias, mas os finais de semana é pior. @prefeitodanielalonso @emdurb_marilia vamos colocar placas de proibido estacionar no entorno após as 22h e lixeiras por favor!!”, pede o comerciante.

Sem fiscalização desde o início da quarentena imposta por leis municipal e estadual, a avenida Cascata se tornou ponto de encontro todos os dias nos finais de tarde e noite.  Nos finais de semana grande números de pessoas e veículos se aglomeram no local até a madrugada para beber e se alimentar. O local frequentemente é alvo de reclamações por parte da população e há cerca de dois meses a Polícia Militar foi chamada e dispersou os grupos com bombas de gás.

O Jornal da Manhã questionou a Prefeitura sobre as reclamações. A assessoria da Prefeitura informou que em relação a aglomeração a fiscalização é da Polícia Militar. A Prefeitura informou ainda que faz limpeza no local frequentemente e pede a colaboração da população para que não jogue lixo.