Mesmo sem volta certa do sub-20, Marília tem 16 atletas aptos no BID

Centroavante Gustavo Nescau é o único com contrato profissional no clube

Por Jorge Luiz/foto: Edio Jr.

Em uma das primeiras entrevistas durante a pandemia do Coronavirus, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, disse que dificilmente as competições de base seriam realizadas nesta temporada e que a categoria com mais chance de acontecer é o sub-20, pois o campeonato serve de preparação para a Copa São Paulo Junior de 2021.

Se o estadual sub-20 retornar neste segundo semestre, o Marília Atlético Clube (MAC) já possui 16 atletas, que constam no Boletim Informativo Diário (BID) da FPF, com contrato amador pelo menos até dezembro. O único com vínculo profissional é o centroavante Gustavo Nescau, que faz parte da ‘Lista B’ do Alviceleste, na disputa do Paulista da Série A-3

No entanto, assim como Nescau, o goleiro Dida, o zagueiro João Espadoto, o meia-atacante Diego Carvalho e o atacante Léo Barcellos, nascidos em 2000, não possuem mais idade para disputar a Copinha e jogariam apenas o estadual. Os quatro estiveram na Taça deste ano, em que o clube não passou da 1ª fase.

Todavia, 11 dos jogadores que constam no BID são nascidos em 2001 e ainda podem disputar a principal competição de base do Brasil, em janeiro do ano que vem. Cinco deles atuaram na Copa São Paulo Junior de 2020: os zagueiros Alexandre e Alisson; o lateral-direito Coelho, o meia Thalisson e o volante Gustavo Victor, único com contrato até dezembro. Os demais possuem vínculo pelo menos até maio de 2021.

Os outros atletas com condições de participar são atletas que defenderam o Maquinho no Paulista da 2ª Divisão de 2019: zagueiro Vinícius Pereira, lateral-esquerdo Vinícius Lira, atacante Lucas Prioste e volantes Carlão, Milton e Tico, único com contrato se encerrando no fim desta temporada. Se o sub-20 maqueano for reativado ainda esse ano, o técnico será Daniel Sabino.