MAC quer voltar aos treinos entre os dias 15 e 20 de julho

Titular no último domingo, meia Maranhão, do Macaé-RJ, foi oferecido ao Marília

Por Jorge Luiz/foto: Divulgação

Com as equipes da Série A-1 do Campeonato Paulista voltando aos treinos amanhã (dia 1º), autorizadas pelo Governo do Estado, o Marília Atlético Clube (MAC) irá enviar um ofício à Federação Paulista de Futebol (FPF), para retornar os trabalhos entre os dias 15 e 20 de julho. “Vamos mencionar essas datas tendo em vista que a Série A-3 irá recomeçar entre a última semana de agosto e a primeira de setembro”, explicou o diretor executivo Vagner Silva.

Assim como a Série A-1, nenhuma das outras divisões do futebol paulista têm data definida para retornar, mas a ideia da FPF é que a elite seja a primeira a voltar, já que boa parte dos clubes possui calendário nacional. Na Série A-2, o São Bento disputa o Brasileiro da Série C e o São Caetano está na D. Já na A-3 nenhuma das 16 equipes participará de competições obrigatórias.

O Marília também precisará da autorização da Prefeitura Municipal para voltar aos treinos. Hoje (30) por determinação do Governo do Estado, a cidade retorna à ‘Fase Vermelha’, com apenas os serviços essenciais em funcionamento. Comércio e shoppings estão fechados.

 

Esperando o fim do Carioca – A 1ª fase do Campeonato Carioca termina nesta quinta-feira (dia 2) e dois jogadores, titulares do Macaé-RJ no último domingo (28), na derrota de 3 a 1 para o Vasco, podem reforçar o MAC. Um deles é um dos 12 atletas com pré-contrato assinado. Trata-se do volante Junior Santos, de 25 anos, que atuou em 13 partidas neste estadual.

Com passagens na base pelo Serra Macaense-RJ e pelo Flamengo-RJ, o reforço também jogou por outras agremiações do Rio, como: Carapebus, Itaboraí e Americano, além do Almirante Barroso-SC e Atlético Itaperirim-ES.

Já o meia Maranhão, de 25 anos, foi oferecido ao técnico Guilherme Alves por seu empresário há alguns dias. “Realmente chegou até nós essa indicação. Ele atuou de lateral-esquerdo e foi bem no jogo contra o Vasco, mas ainda não abrimos negociação. Nesse momento estamos observando todas as opções de mercado, já que possuímos mais de 80% do elenco definido para a volta”, destacou Vagner Silva.

Maranhão foi revelado pelo Sampaio Corrêa-MAtambém possui forte ligação com o futebol carioca, tendo jogado no Carapebus de 2015 a 2017 e no ano passado. Também em 2019 defendeu o próprio Macaé. Em 2017 foi emprestado à Desportiva Ferroviária-ES.

 

Perto do acerto – Até o final desta semana, a diretoria maqueana deverá concretizar o acordo com o zagueiro Caio César, de 30 anos, que estava no Boa Esporte-MG (1ª Divisão do Mineiro). Ontem (dia 29), o defensor revelou que a negociação para a assinatura do pré-contrato está bem encaminhada. “Progrediu bem nossa conversa e acredito que nos próximos dias já estará tudo definido”.

Na semana passada, quando falou com a reportagem JM, Caio César disse que estava negociando o salário e a moradia para sua família. O defensor realizou 11 jogos pelo Boa Esporte no Mineiro. Em 2019, jogou o estadual de Alagoas pelo ASA-AL e o Brasileiro da Série C pelo ABC-RN.

O zagueiro tem dois acessos no Paulista da Série A-3: com o Votuporanguense em 2015 e com o Rio Preto em 2016; além de ter subido com o Catanduvense em 2011 para o Paulistão. Além disso, vestiu também as camisas de: São José-PR, Grecal-PR, Serrano-PR, Iraty-PR, Sport Barueri, Itaporã-MS, Desportivo Brasil, Porto União-SC e Crac-GO.

 

Seis descobertos – Metade (seis) dos reforços do MAC com pré-contrato assinado, teve a identidade descoberta. O último deles foi o volante Junior Santos, do Macaé-RJ. Além dele, estão certos: lateral-direito Everaldo Potiguar (PSTC-PR), volante Léo Couto (PSCT-PR), zagueiro Cristiano (Goiânia-GO), meia Mossoró (Novo Hamburgo-RS) e centroavante Alison Mira (Manaus-AM).

O remanescentes do elenco que disputou a Série A-3 até a paralisação são: os goleiros Thiago Moraes, Igor Castro e Felipe Mosquete; o lateral Edu Pina, os volantes Fabrício e Levi; o meia-atacante Kelvy e os atacantes Lucas Formiga e Wellington.

O Marília está na penúltima posição (15º lugar), com 11 pontos e dentro da zona do rebaixamento. Entretanto, o time está somente a três pontos do Desportivo Brasil (8º colocado), última agremiação dentro do G-8 (zona de classificação) para as quartas de final.