Tieta volta a fazer sucesso no Globoplay

Adaptada do romance de Jorge Amado, a novela exibida em 1989 conta a história de Tieta, que após ser expulsa da cidade, retorna 25 anos depois: rica, sensual e vingativa

Ambientada na fictícia cidade de Santana do Agreste, no Nordeste brasileiro, Tieta foi um sucesso estrondoso quando foi ao ar pela primeira vez em 1989. Trinta anos depois, o Globoplay, serviço de streaming da TV Globo, volta a exibir a história da bela jovem (Claudia Ohana), que após ser escorraçada da cidade pelo pai, Zé Esteves (Sebastião Vasconcelos), irado com seu comportamento liberal, retorna 25 anos depois na pele da poderosa, rica e exuberante Tieta (Betty Faria), decidida a se vingar daqueles que a maltrataram.

A trama escrita por Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares reuniu no elenco atores consagrados. Confira alguns deles e como estão 30 anos depois:

Betty Faria (Tieta)

Betty tinha 48 anos quando viveu essa mulher de personalidade forte e passional, que exalava sensualidade e sabia disso. Antes de se tornar muito rica, supostamente, graças à ajuda de um comendador, enfrentou muita dificuldade. Foi expulsa de Santana do Agreste aos 18 anos. E quando volta é com o firme propósito de se vingar. No auge de seus 79, Betty Faria segue ativa na carreira. Claudia Ohana, aos 57, também continua trilhando seu caminho nas artes.

Joana Fomm (Perpétua)

Joana Fomm deu vida à icônica Perpétua. Irmã mais velha de Tieta, sempre de luto e falsa cristã. Depois de ter provocado a expulsão de Tieta da cidade, passa a bajulá-la com o único interesse no dinheiro dela. No passado, casou-se com um militar e teve dois filhos, Ricardo (Cássio Gabus Mendes) e Peto (Danton Mello). O primeiro, ela ofereceu à Igreja. É considerada uma das grandes vilãs da TV até hoje. Joana está com 80 anos e seu mais recente trabalho na telinha foi uma participação na série Sob Pressão (2019).

Arlete Salles (Carmosina)

Colega de colégio de Tieta na juventude, virou agente dos Correios e usa o bico de chaleira para ler todas as cartas que chegam ou saem da cidade. Embora saiba de todos os segredos de Santana, é um “túmulo” quando preciso, e uma faladeira também. Boa de papo e cozinheira de mão cheia, perdeu para Perpétua o páreo da solteirice. Nutre uma paixão jamais revelada. Aos 78 anos, Arlete é uma atriz premiada no teatro, cinema e televisão.

Cássio Gabus Mendes (Ricardo)

Cássio Gabus tinha 28 anos quando interpretou o filho de Perpétua, sobrinho de Tieta (Betty Faria). Seminarista, era um jovem tímido. Queria aproveitar a juventude, mas, ao mesmo tempo, não tinha coragem de frustrar a mãe. Romântico, acaba seduzido e dá uma guinada na vida. Hoje, Cássio tem 58 anos e inúmeros trabalhos no currículo. Ator renomado, seu mais recente sucesso foi em Éramos Seis (2019).

Ary Fontoura (Artur da Tapitanga)

Com um milhão de seguidores, o ator de 87 anos virou o queridinho das redes sociais na quarentena. Na época da novela, Ary tinha 56 e encarnou o polêmico prefeito e manda-chuva da cidade. Vive em sua fazenda, criando ovelhas e cercado de meninas, que ele adota e a quem oficialmente ensina a ler, em troca de favores sexuais. Tem um filho que desapareceu, Arturzinho (Christian Esposito/Marcos Paulo), do qual não pode nem ouvir falar.

Reginaldo Faria (Ascânio)

O ator Reginaldo Faria acaba de completar 83 anos. Na trama de 1989, ele tinha 52. Seu personagem é considerado o herói da cidade, luta pelo progresso e bem de todos. É um dos quatro Cavaleiros do Apocalipse. Já Reginaldo, é dono de um currículo vasto de personagens marcantes, de família de artistas e com uma vida inteira dedicada à interpretação, ele brilhou mais uma vez na TV em Espelho da Vida (2018).