Índice de cura de Covid em Marília é de 79%

Marília soma 330 casos de Covid, mas só 18% transmitem a doença. Percentual é positivo, mas desconsidera os 450 suspeitos

 

Foto: Edio Junior

O índice de cura da Covid-19 está em 79%, com um total de 330 casos confirmados e 261 curas. Excluindo os óbitos (3%), apenas 18% dos pacientes ainda podem transmitir a doença. O número é positivo, mas ainda há os 450 pacientes suspeitos, que aguardam resultado de exame.

De quinta para sexta-feira (26), aumentaram 19 casos positivos e a mesma quantidade entre os pacientes em transmissão, que passaram de 39 para 58. No entanto, nos dez dias anteriores os casos praticamente dobraram, de 168 no dia 15 para 311 no dia 25. Enquanto o número de pacientes em transmissão praticamente não mudou, passando de 38 para 39.

A população vem demonstrando estranheza com relação ao baixo número de pacientes em transmissão, apesar da alta de casos.  Nesses dez dias, de 15 a 25 de junho, as curas saltaram de 126 para 261, o que justifica a quantidade estável de pacientes em transmissão (entre os que já receberam o resultado do exame positivo para Covid).

A Vigilância Epidemiológica Municipal assegurou que acompanha todos os pacientes suspeitos e confirmados, assim como seus familiares e outras pessoas que por ventura tenham tido contato próximo com eles.

De acordo com a VE, as curas são contadas quando os pacientes permanecem 14 dias sem sintomas de Coronavírus. O que significa 14 dias desde o fim dos sintomas para quem adoeceu e 14 dias sem surgimento de sintomas para os assintomáticos.

A Vigilância lembrou que é um trabalho rigoroso de acompanhamento e contagem de cada caso, visto que são 330 confirmações (considerando os 11 óbitos, por conta dos familiares que precisam ser monitorados) e 450 suspeitas (sem considerar possíveis óbitos em análise).

O acompanhamento dos pacientes é diário. Eventualmente, os assintomáticos podem ter essa vigilância espaçada, daí a computação de um maior número de casos curados nessa segunda quinzena de junho.

A VE reiterou que após 14 dias sem sintomas, a pessoa que contraiu Coronavírus não transmite mais o vírus, mas, até lá, o isolamento social deve ser rigoroso. Nos casos em que não há hospitalização, essa recomendação deve ser seguida à risca em casa, com distanciamento inclusive dos demais moradores da residência.

E o distanciamento social coletivo é essencial para conter a transmissão, seguindo todas as normas de segurança, como ficar mais de um metro e meio longe uns dos outros, usar a máscara e utilizar álcool em gel e lavar as mãos com frequência.

Até porque, além dos 58 pacientes confirmados em transmissão, o vírus está em circulação, em superfícies contaminadas, havendo ainda outras 450 pessoas de Marília com suspeita de ter a doença, aguardando resultado de exame.